A inveja, porém, é podridão para os ossos… pois toda a carne já foi corroída.

UMA PEQUENA INTRODUÇÃO: É IMPORTANTE.

Este tema foi sugerido pela minha querida leitora Verônica, de Votuporanga – SP. =) 

Até hoje eu morro de rir quando conto pra alguém que quando criança, o meu sonho frustrado era ser uma paquita da Xuxa. Frustrado por quê? Por que eu era morena, baixa e tinha cabelos cacheados. As paquitas da Xuxa eram loiras, altas e tinham cabelo liso.

E quando eu paro pra analisar este sentimento de frustração que me acompanhou durante alguns anos da minha infância, começo então a perceber que desde cedo a gente inconscientemente aprende a cobiçar o que é dos outros. Eu via minhas coleguinhas loiras com cabelo liso, e desejava ser como elas, e ter o que elas tinham.

Obviamente que a compreensão acerca da diversidade e da beleza que há no exclusivo jeito de ser de cada um, só vem mesmo com a maturidade, e com o desenvolvimento gradual da auto-estima e da auto-confiança. Passamos a entender que somos lindos nas nossas diferenças, e que nossas vidas podem ter desdobramentos completamente distintos, de acordo com as decisões e escolhas pessoais que venhamos a fazer.

Acabamos então desenvolvendo a capacidade de focar em nossas vidas, definindo nossas prioridades e metas individuais, sem exatamente nos incomodarmos (ou nos deixarmos influenciar) pelos acontecimentos da vida alheia.

Entretanto, para muitos adultos, este processo de maturação da auto-estima e auto-confiança, ainda se encontra ora em paulatino andamento, ora esquecido e abortado propositadamente, sobretudo por aquelas pessoas que encontraram prazer em monitorar e agourar a vida dos outros. Estas pessoas podem estar nas salas de aula, nos cargos de liderança das empresas, nas famílias, ou nas rodas de amizade.

Todos nós podemos, num isolado momento da vida, assumir a posição de invejoso ou invejado. Nas duas situações, o elemento que definirá nossa conduta é o status do relacionamento que cultivamos com o Senhor: quanto mais colados nEle estivermos, mais generosa será a porção do Espírito Santo sobre nós para nos consolar e nos ensinar a verdade. Ele é o centro de todas as coisas.

__________________________________________________________________________________________

SERÁ QUE EU SOU INVEJOSO?

Invejosa é aquela pessoa que deseja possuir o que o outro tem. De maneira branda, é natural que passe pelo nosso coração aquele sentimento incômodo quando vemos alguém conquistando e vivendo tudo o que sempre sonhamos pra nós mesmos. Em alguns casos, podemos nos sentir tristes e decepcionados pelo lugar onde nos encontramos; e é nestas horas que o Espírito Santo nos encoraja a falar com Deus sobre nossos sentimentos e desabafar ali, em intimidade de oração, tudo o que tem nos afligido.

“Em primeiro lugar, louvado e engrandecido seja o Teu nome, Senhor. Me perdoe pelo sentimento de inveja que não pude evitar ao ver isto e aquilo na vida de fulano, enquanto a minha vida se encontra assim e assado. Abençoe este fulano, para que cada vez mais os Teus planos e imensa graça sejam dispensados sobre a vida dele, assim como na minha vida também, porque para cada um dos teus filhos, o Senhor tem planos diferentes. Se há algo em minha vida que me impede de viver o melhor que o Senhor tem pra mim, me faça conhecer para que eu possa me arrepender e mudar. Mas se é a tua vontade que neste momento eu esteja sim, confio que nisto o Senhor também tem um propósito… pode ser que eu esteja sendo moldado, preparado, e até mesmo livrado. Eu não sei, mas o Senhor sabe. E eu te digo, Senhor: eu aceito o Teu tempo, o Teu cuidado e todos os Teus propósitos. Sonda o meu coração e me ensina a ver a conquista dos outros com alegria e desprendimento. Coloca a tua paz no meu coração, e que isso não venha mais a ser um motivo de aflição e tropeço pra mim. Em nome de Jesus eu te louvo, bendigo e agradeço. Amém.”

Esta foi a oração que Deus colocou no meu coração… Nestes momentos, não devemos ceder à pressão de satanás que nos impele a reagir com grosseria e maldade contra aquela pessoa. Quando este pensamento vier à cabeça, repreenda-o imediatamente, e clame para que Jesus dispense a graça de que tanto precisamos para fazermos o que é bom e agradável aos olhos dEle.

EXISTEM OUTROS NÍVEIS

Outra situação bem diferente e extrema, é quando a inveja se transforma em perseguição e marcação cerrada. Dia e noite, a pessoa invejosa ocupa seu tempo e sua mente com pensamentos maldosos e estratégias para expor, humilhar, difamar e, em última análise, até mesmo DESTRUIR o objeto da sua inveja.

A simples existência daquela pessoa (a invejada) é sobremodo insuportável para a pessoa invejosa. Determinados episódios (como aqueles que podemos encontrar na história de José e seus irmãos em Gênesis), podem parecer tão excessivos e radicais, que começamos então a nos perguntar como é possível, e de onde vem tanta motivação e energia pra realizar o mal contra um semelhante.

CONHEÇA O SEU MAIOR INIMIGO

O maior invejoso que já existiu se chama Lúcifer.  Ele quis ser maior do que Deus, cobiçando para si a honra e a glória que só pertencem ao nosso Rei Jesus, e a ninguém mais. Desde a sua queda, todo o inferno se rebela contra Deus e contra toda a Sua criação. E é por isso que estamos constantemente sob os ataques de satanás, que em várias traduções do hebraico ao grego, é o acusador, adversário, inimigo e caluniador.

Sobretudo, satanás nos inveja porque somos a imagem e semelhança de Deus, a menina dos Seus olhos, a quem Ele pessoalmente elegeu através da redenção de Jesus Cristo, para sermos chamados de filhos, co-herdeiros, raça eleita, sacerdócio real.

Ao compreendermos a inveja nesta dimensão maior, conseguimos ter entendimento a respeito das perseguições, calúnias e difamação que sofremos. Dessa maneira, compreendemos também que satanás usa as pessoas para materializar aqui na terra a inveja que ele próprio tem de tudo o que Deus criou. Ele dispõe de um arsenal enorme, podendo jogar alguém contra você, enchendo a cabeça desta pobre pessoa com pensamentos como: “olha lá, ela é bonita, bem-sucedida, simpática… todo mundo gosta mais dela, do que de você!”

Ele mata dois coelhos com uma cajadada só: humilha o invejoso, fazendo-o se sentir inferior, e persegue o invejado, tirando-lhe a paz e alegria.

COMO DEVO LIDAR COM A INVEJA?

Como José. Devemos respeitar e reverenciar a vontade de Deus quando Ele escolhe algumas pessoas para se destacarem, porque Ele mesmo levanta estas pessoas para a sua própria glória, e para Seus planos superiores.

José foi escolhido e favorecido em tudo. Mas seus irmãos, não podendo suportar a sua luz e o seu destaque, tramaram contra ele. Venderam-no como um escravo qualquer para uns egípcios que passavam ali, e vejam só: anos depois, lá estava José, como GOVERNADOR DO EGITO, ao lado de Faraó.

Com a fome que a assolara toda a região, seus irmãos voltaram ao Egito para comprar mantimento, e mesmo não reconhecendo a José num primeiro momento, tiveram que se prostrar diante dele, tal qual Deus já havia designado e profetizado.

E a Bíblia nos conta que José beijou a todos os seus irmãos e chorou sobre eles. Ele disse: “Não fostes vós que me enviastes para cá [ao me venderem como um escravo qualquer aos egípcios]. Foi DEUS que me colocou por pai de Faraó, senhor de toda a sua casa, e como governador em toda a terra do Egito.” (Gênesis 45:8)

O PERDÃO: A PAZ QUE EU PRECISO

Quando somos invejados, devemos em primeiro lugar perdoar as pessoas, porque elas muitas vezes desconhecem o mal que fazem (e quando conhecem, são marionetes de satanás, enquanto acham que estão no controle: ou seja, precisamos ter compaixão em dobro). Quando perdoamos, nosso coração não pode ser acorrentado pela situação, e só assim temos paz e sobriedade para lidar com tudo.

Em segundo lugar, e eu já disse isso aqui no blog várias vezes, nossa guerra não é contra carne. E só há um nome que impõe autoridade no inferno, por cujo sangue somos guardados e livrados dos dardos inflamados do inimigo: o nome dEle é Jesus Cristo. Ele é o bom pastor, que cuida das suas ovelhas e as protege de todo predador.

Entretanto, sigamos o conselho de Jesus: sede mansos como a pomba e astutos como a serpente. Acredito que devemos ter sabedoria para evitar demasiada exposição diante destas pessoas invejosas, para que não criemos nenhuma armadilha contra nós mesmos. Em cada situação, oremos em espírito para recebermos orientação direta de Deus sobre como devemos agir… Exponha a sua causa ao mais Justo dos Juízes, e peça a Ele que a julgue. Ele pode interferir para que, de alguma maneira, esta pessoas seja distanciada de você; ou então, Ele pode fazer algo mais lindo ainda: tirar o coração de inveja, e colocar um coração de amizade e admiração no lugar. (Ele pode agir como e quando quiser… somente peça pra que a vontade dEle seja feita).

No mais, não percamos de vista que o mundo jaz no maligno, e que enquanto esta realidade não passar, estaremos nós em constante guerra contra o reino das trevas. Não obstante, maior é Aquele que está em nós, do que aquele que está no mundo. Toda autoridade pertence a Ele, e a vitória é garantida.

A paz do Senhor seja com vocês!

Anúncios