Lançamento do livro “VENÇA O MEDO DE DIRIGIR, e outras fobias”

1000365_669064806458487_968409958_n

Ei, pessoal!

Nesta sexta-feira próxima, dia 13, meu cunhado e psicólogo Ronilson Lopes promoverá um coquetel de lançamento de seu primeiro livro “VENÇA O MEDO DE DIRIGIR, e outras fobias”. \o/

Em suas próprias palavras:

Este livro é resultado de seis anos de experiência no tratamento profissional com clientes que, por algum motivo, não dirigem. Aqui você vai encontrar depoimentos de várias pessoas que se submeteram a um tratamento na Clinicar Terapia Breve em razão do medo de dirigir e também de outras fobias. Pessoas que carregam em seu inconsciente sofrimentos tais como: angústia, culpa, rejeição, ódio, revolta, perfeccionismo, traumas, insegurança e sentimento de incompetência por não estarem bem com sigo mesmas, tendo como desconforto o desequilíbrio psicológico, a baixa autoestima e a atitude mental negativa. Pessoas que nutrem sentimentos de culpa, tristeza, depressão e autopunição. A partir daí devido às cobranças, surgem o medo e o sentimento de incompetência. Pessoas que, agora, estão livres desses sentimentos e desconfortos, conquistaram a sua liberdade e resgataram o seu sonho: o de dirigir tranquilamente. 

Aqui em Belo Horizonte, o trabalho da Clinicar (onde o psicólogo Ronilson realiza os atendimentos) é bastante notório e reconhecido, e já vem há vários anos contribuindo para a cura emocional de muitas pessoas. Para quem tiver interesse, o coquetel de lançamento acontecerá no dia 13 de Dezembro, às 20h00, no Salão Social da Igreja Metodista Central de Belo Horizonte (Rua Tupis 51 – Centro.)

É uma leitura que vale muito a pena! Mais informações aqui:

Clinicar Terapia Breve VENÇA O MEDO DE DIRIGIR

Rua Tupis 204 sala 205 – Centro – BH

(31) 25517370 – (31) 93910104 (tim) – (31) 93930443 (vivo)

Ronilson Lopes de Almeida: Teólogo e Psicólogo Clínico / Psicólogo Perito e Examinador de Trânsito / Psicólogo Perito em Acidente de Trânsito / Especialista em Traumas e Fobias de Dirigir

Espero que este lançamento edifique a vida de vocês! Beijo grande e até breve! =**

Uma estratégia intrigante para alcançarmos ainda mais vidas!

Quando viajei de avião pela primeira vez, não me lembro exatamente se senti medo, pânico ou ansiedade excessiva. Também não me lembro o nome da companhia aérea, pra onde estava indo, nem o ano em que essa experiência se passou.rsss (#dora #continueanadar)

De todos os modos, consegui salvar uma lembrança bem vívida de quando os atendentes de bordo enunciam (e meio que interpretam!!) aquelas instruções de segurança! Primeiro me lembro que conversei durante as explicações, e aí uma aeromoça olhou pra mim com cara feia e fez um sinal de “cala a boca, por favor”. rssss

E depois me lembro de um trecho das instruções que dizia algo mais ou menos assim:

Em caso de despressurização máscaras individuais de oxigênio cairão automaticamente. Puxe uma delas, coloque sobre o nariz e a boca e respire normalmente. Auxilie crianças ou pessoas com dificuldade somente após ter fixado a sua máscara.

Este trecho me marcou tanto com sua lógica e simplicidade, que até hoje quando viajo de avião acabo ouvindo as instruções de segurança de um jeito diferente e especial…

oxygen-mask

Já até li alguns outros textos e meditações que também foram escritos a partir desta mesma “metáfora” das máscaras de oxigênio, e achei bastante curiosa a maneira como a maioria deles toma esta instrução como um ato insolente de egoísmo(Ainda que no desenrolar dos argumentos, todos eles eventualmente concordem que é a coisa mais certa a se fazer.)

No meu caso em particular, esta instrução confrontou minha ignorância tão fortemente, que nem tive muito prazo pra fazer julgamentos e classificá-la como egoísta ou não, ou como qualquer outra coisa. Digo ignorância, porque pela falta de conhecimento, fiz festa com um enunciado óbvio que já deve vir de muitos anos da prática de aviação e que não é nenhuma novidade no mundo.

É possível sim que muitas pessoas construam discursos e posturas egoístas a partir desta metáfora, dizendo – “com licença, primeiro eu!” – com base na lógica pura e simples que o enunciado de segurança oferece. Podem inclusive tomar essa verdade como estilo de vida, propagando aos quatro cantos do mundo que se cansaram de fazer pelos outros, e que agora querem mais é cuidar de si próprios e serem felizes. 

Podem tudo isso e mais um pouco, enquanto seguem se esquecendo que a lógica do enunciado é mais do que uma desculpa para viverem uma vida centrada em si próprios. O enunciado é lógico não só por que nos ensina a sobrevivência, mas também porque nos ensina a maneira certa de ajudarmos os outros.

oxygen_mask_

Egoísmo é quando fazemos por nós em primeiro lugar em detrimento dos outros. E o enunciado não nos ensina esta postura. Ele não diz: “coloque sua própria máscara e se esqueça do resto”. Ele diz: Coloque a sua primeiro, pra que assim você possa ajudar quem estiver do seu lado.

Faça por você, mas faça pelo outro também!! Garanta a sua vida, porque ela certamente será a garantia de vida de muitas outras pessoas!

Me entendam bem: não estou repetindo aqui aquele mesmo sermão do “se você não gostar de si mesmo, quem vai gostar? etc, etc, etc, etc”. Estou falando de uma estratégia lógica para alcançar e impactar um número maior de vidas!

Um pai que se mata de trabalhar, se alimenta mal, não se exercita, não vai ao médico e não tem um sono de qualidade, FATALMENTE exibe menos energia, menos atenção e e menos capacidade de influenciar e impactar a vida de sua família.

Mas se ele tira uma hora de seu dia para dedicar a si mesmo e fornecer ao seu corpo/mente/espírito o cuidado necessário, ele FATALMENTE terá mais energia, mais atenção e ainda mais capacidade de influenciar não só a vida de sua família, mas a vida de todo mundo que o cerca. É estratégia para alcançar mais vidas, e não um ato de egoísmo! 

Isso vale para as mães, para os filhos, para os empresários, para os professores, para os pastores, para as esposas… pra todo mundo que deseje ser luz e bênção na vida dos outros…

As famílias, empresas, escolas e igrejas não precisam de heróis, nem de gente que faz mágica! Precisam de pessoas com saúde e energia pra trabalharem no plano de Deus, cada um segundo seu chamado e competência! Se a gente se dispuser a fazer a parte que nos compete, Deus certamente nos dará o ânimo e refrigério que eventualmente venham a faltar… Ele é fiel.

will-your-work-stand-the-scrutiny-of-jesus-christ-e1333069738721

Pense no “tanto mais” que você poderia fazer por todo mundo, e no “tanto mais” que você poderia dar aos outros, e no “tanto mais” que você poderia servir ao próximo, se adotasse esta estratégia!

A motivação por trás do “dar a si mesmo primeiro” não é fazer mais para si do que para os outros! É dar para si JUSTAMENTE E EXCLUSIVAMENTE pensando em poder dar AINDA MAIS para os outros!

Sei que esta estratégia gera um pouco de insegurança e apreensão, principalmente naquelas pessoas que já há muitos anos vivem sem tempo para si mesmas. Mas até Jesus, com toda sua agenda apertada, tinha seus momentos de se retirar e orar em particular… de se nutrir primeiro pra que pudesse ser alimento para os outros.

Devemos aprender com Seu exemplo e fazer o mesmo!

Vamos aproveitar o final de semana para aplicarmos um pouco desta estratégia! E obrigada por terem me lido até aqui!

Bjkas e até breve! =**

DICA: como transportar as bijus em viagens!

bijus_viagem_1

Amigas, adivinhem onde estou?? 😀 Sim! Na América!

Não pude compartilhar com vocês antes esta novidade, porque simplesmente chegamos de SURPRESA na casa dos meus sogros! Saímos do Brasil na calada da noite e tocamos a campainha na maior cara de pau! kkkkkkkkkkkkkkk

Foi muito engraçado e emocionante ao mesmo tempo! E claro que eles amaram a surpresa e nós também! 😀 Agora estamos todos aqui curtindo o frio e nos preparando para as festividades de Thanksgiving!

(Bom! Agora que vocês já estão a par dos últimos acontecimentos, vamos à dica do post de hoje!) 😀

bijus_viagem_2

Sempre quando viajo, distâncias curtas ou longas, eu sempre começo a organização da mala pelos acessórios! Sou do tipo que prefere esquecer um par de sapatos pra trás, por exemplo, a esquecer um brinco ou uma pulseira que gosto muito…rsss

Daí pra não passar qualquer frustração desta natureza, eu uso este esquema de organização de bijouterias (imagens abaixo) que não requer nada além daqueles saquinhos de voal que geralmente vem junto com alguma biju que compramos ou ganhamos. No caso, você agora passa a ter um bom motivo pra não jogar fora estes saquinhos!! (Eu guardo todos!!rss)

colares_dianasaid

O ideal, na verdade, é que cada peça esteja armazenada num saquinho individual e separado pra evitar que ela se *embole* ou fique em atrito com as demais peças… Entretanto, não sei se este também é seu caso, eu precisaria de pelo menos uns 200 saquinhos pra conseguir transportar tudo conforme manda a cartilha. 😛

brincos_grandes_dianasaid

pulseiras_misc_dianasaid

Por isso, uma boa opção é separar as bijus por categoria, pra que assim, não só o número de peças em cada saquinho seja o menor possível, mas também pra que você possa encontrar o que precisa com facilidade e rapidez. (O que se torna ainda mais fácil considerando que os saquinhos são transparentes!) 😉

brincos_especiais_dianasaid

pulseiras_especiais

Depois de organizados, eu coloco os saquinhos espalhados por entre as roupas da mala pra deixá-los bem protegidos contra qualquer acidente ou impacto.

brincos_pequenos_dianasaid

pulseiras_primas_dianasaid

Daí assim que chego em meu destino final, trato logo de desfazer a mala e já providencio um lugar onde eu possa colocar os saquinhos (penteadeira, mesa, etc) pra ir usando e guardando os acessórios ao longo do período da viagem.

aneis_miudezas_dianasaid

Ou seja, os saquinhos servem não só pra garantir um transporte organizado e seguro dentro da mala, mas também pra evitar que nossos *pertences* fiquem jogados e espalhados, seja num quarto de hotel, ou na casa de alguém que estejamos visitando naquela ocasião…

Ademais, este tipo de organização previne perdas! Não precisamos perder nossas bijus quando saímos de viagem, né???

A regra é: usou, guardou! 😉

Espero que esta dica seja útil, e me contem nos comentários como vocês transportam suas bijus quando viajam! Beijo em todas e até breve!! =**

NOVO VÍDEO: 4 tipos de pentes que fazem toda a diferença!

Ei, gente!! Voltei ontem de viagem 😀 Como passaram a semana?? Espero que bem!

Bom! Hoje eu trago pra vocês uma dica boba mas que, pelo menos pra mim, faz toda a diferença na *lida* diária com os cabelos!

Máscaras de hidratação, finalizadores e afins são muito importantes, mas sem as ferramentas certas, eu não consigo fazer praticamente nada no meu cabelo!! Mais alguém neste nível de dependência?? rssss

Estes quatro pentes/escovas vão comigo pra todo canto! (o de cerdas de javali então! Não fico sem MESSSMO)

Aproveitem pra me contar nos comentários quais ferramentas de cabelo vocês não vivem sem!! Um beijo grande e até breve!!

P.S. Daqui a pouco volto pra responder os comentários do último post ❤

Jesus fez mais do que morrer por nós!

Ei, pessoal! Espero que tenham passado bem de fim de semana! 🙂

Escrevi esta meditação no dia 17/4 deste ano, e quis compartilhá-la com vocês hoje! Espero que seja edificante pra nossa semana que começa hoje!

Porque naquilo que Ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados. Hebreus 2:18

Jesus participa dos planos e ações de Deus desde o princípio de tudo, e não somente quando vem à terra pagar o preço pelos nossos pecados. A missão Dele não se restringia a fazer algo *pontual* pela humanidade, a saber, vir ao mundo e se *deixar assassinar*…

Ao contrário, Ele meio que veio nos entregar um *pacote de serviços* completos que faziam parte do plano de salvação da humanidade!

Porque se não existisse um plano maior de salvação por trás da morte de Jesus, Ele não teria passado de um mártire voluntário (como vários por aí), ao qual não se poderia conferir qualquer divindade ou o título de Filho de Deus.

Entregar Seu corpo à morte e ao castigo, ali, em público, não resolvia o problema da humanidade de forma completa e definitiva. Jesus nos reconciliou com Deus através de Sua morte, mas também nos deixou as diretrizes e princípios  para que a partir daquele relacionamento restaurado com Deus, a gente soubesse então como agir, como pedir, como ter comunhão, como perdoar, como testemunhar…

E tudo isso Ele nos ensinou através de Sua vida, de Seu exemplo e de Suas experiências humanas, e não através de Sua morte.

A atuação de Jesus dentro do plano de salvação da humanidade não se limitou a uma aparição única e isolada… não se tratava de uma morte fora de contexto. Não!

A atuação de Jesus foi completa e teve ápice em Sua morte. Mas a atuação de Jesus não começou e nem terminou ali na cruz. Muito antes e muito depois da Cruz Ele já atua/atuava/atuará!

Sua atuação é contínua e para sempre!

P.S. Vou ficar esta semana de **recesso** aqui no blog porque vou visitar minha irmã e meu afilhado!! Até a volta e ótima semana pra vocês!!face

NOVO VÍDEO: Peças básicas para o verão!

Ei, gente!!! Espero que estejam bem! 🙂

Na semana passada, recebi algumas peças do site http://www.romwe.com/ e fiquei tão inspirada que resolvi fazer um vídeo curtinho com algumas peças básicas para o verão! (que oficialmente ainda não começou, mas é como se já estivesse aí já há alguns meses.rsss)

E como eu adoro *revisitar* meu armário de tempos em tempos pra dar uma experimentada em tudo, não deu outra: fui jogando em cima da cama tudo o que quero usar muito nestes dias de calor, e o resultado está aí neste vídeo de dois minutinhos!

Espero que gostem e não deixem de me contar nos comentários quais são suas peças básicas para o verão!

Bjks!!! =***

NOVO VÍDEO: Meu cronograma mensal de treinos e bate-papo fitness!

Ei, pessoal!

Cá estou eu com mais um vídeo sobre nosso Projeto Fitness! 🙂

Tenho recebido muitos questionamentos sobre o assunto nos comentários e e-mail do blog, e por isso resolvi fazer um vídeo que respondesse parte dessas dúvidas, e também demonstrasse um pouco a maneira como eu programo meus treinos…

Infelizmente o vídeo ficou um pouco longo porque traz MUITAS informações e, claro, aquele bate-papo gostoso que a gente adora e que nunca tem fim! 😀 

Notem que no vídeo eu menciono o P4P, de onde eu extraí meu treino abdominal de 8 minutos (link aqui: https://www.youtube.com/watch?v=vkKCVCZe474), e também gostaria de aproveitar pra dar a dica de um site onde vocês podem usar um timer gratuitamente (link aqui: http://www.online-stopwatch.com/).

Nunca é demais reforçar que o que vocês verão e ouvirão neste vídeo em particular, pode não ser adequado pra você (você pode inclusive se machucar fazendo estes treinos!) e por isso eu recomendo, como sempre, que todos os que me assistem procurem um especialista antes de iniciarem qualquer atividade física.

Pronto! Dados os recadinhos, agora é só apertar o play! 😀 Espero que gostem deste bate-papo! Bjkas e até breve!! =**

Relacionamentos amorosos tem importância?

holding-hands1-1

Dos pedidos e sugestões que sempre recebo para tratar em post ou em vídeo aqui no blog, o assunto “relacionamentos” é com certeza o mais recorrente. E curioso. E simpático.

Parece que este aspecto da vida (da mulher principalmente), exerce uma importância tão grande e taxativa sobre sua capacidade particular de ser e se sentir feliz, que os outros aspectos passam a inevitavelmente se posicionarem de maneira bastante secundária e com valor reduzido. O que inclusive não é exatamente errado ou ruim, já que os relacionamentos devem sim ocupar as primeiras e mais honrosas posições no ranking de nossas prioridades.

Talvez o desajuste nesta organização de prioridades esteja não em dar a devida importância aos relacionamentos (porque isso é legítimo e todo mundo concorda), mas sim em não saber e não tratar daquilo que realmente seja importante nos relacionamentos.  Ou seja, dar importância aos relacionamentos não é tudo, não basta.

Para exemplificar, me vem à memória um filme que assisti este final de semana baseado em fatos reais, (The Iceman – 2012), que conta a história de Richard Kuklinski, um homem que durante anos mente para a esposa e filhas dizendo que trabalhava no mercado financeiro, até o dia em que finalmente é preso, em 1986, e todos descobrem sua verdadeira  atividade profissional: assassino de aluguel.

O filme retrata um homem extremamente frio e indiferente às vítimas de quem lhes tirava a vida. Inclusive, há relatos de que vários de seus assassinatos foram praticados com requintes de crueldade física e psicológica.

Entretanto, e muito curiosamente, este mesmo homem gélido e truculento se mostra ser um verdadeiro adorador e devoto de sua família, em especial de sua esposa Debora. As cenas exibem um marido carinhoso, que cobre a esposa e as filhas de presentes caros e que não tolera qualquer maldade ou intenção de ofensa contra elas.

A importância que ele atribuía à sua família era gigante, e ninguém vai dizer o contrário. Contudo, ele não soube, ou simplesmente sabia mas negligenciou, aquilo que tinha importância  na relação com sua família: o respeito, a lealdade, a honra e a verdade. Por consequência disso, uma esposa ficou sem marido, ultrajada e humilhada pela ocasião de sua prisão em 1986, e, o mais triste, duas filhas ficaram sem pai.

E é exatamente isto que tem acontecido nas relações amorosas de hoje, salvaguardando as devidas proporções, é claro.

Pessoas que insistem na importância que dão aos seus relacionamentos, mas que não se esforçam (por preguiça ou por falta de consideração pelo outro), para tratar e aplicar as coisas que são importantes nestes relacionamentos. Inclusive, quando paro pra pensar, chego à conclusão de que essa importância é, na realidade, uma necessidade social e de status que se disfarça de importância quando convém. É uma necessidade escondida que se apresenta ao mundo com cara de importância.

Certa vez, e isso já faz muitos anos, me encontrei com uma amiga que não via há algum tempo, e ela me atualizou dizendo que tinha se separado do marido por um milhão de motivos. Mas que gostaria de reatar “porque ficar sozinha tá por fora.” (coloquei entre aspas porque são palavras da própria!)

Vejam bem: parece que a importância que damos aos relacionamentos não está associada ao valor intrínseco e verdadeiro que os relacionamentos tem em si. A importância que damos aos relacionamentos está associada à maneira como usamos estes relacionamentos para resolver nossos problemas de status, insegurança e auto-estima.

É como ter em casa uma obra de arte linda e rara, e pregá-la na parede com o propósito de disfarçar ou esconder um defeito na pintura, ou uma infiltração. A obra de arte tem seu valor próprio por ser quem ela é e pronto. Mas quando eu faço uso dela com a finalidade errada, eu a desmereço e reduzo seu valor a nada.

Um relacionamento é algo fino, raro e precioso que deve receber o tratamento do qual é digno de receber. E em muitos casos ele é tratado meramente como o quadro raro pregado na parede para esconder uma infiltração.

Não tenho a receita para o “sucesso” num relacionamento amoroso, como às vezes sinto que seja a expectativa de algumas pessoas. E mesmo se eu tivesse, não acho que esta seja a melhor maneira de ajudar… Minha ajuda é esta que vocês já conhecem: propor os pilares e fundamentos para  uma reflexão sincera, e, a partir dela, a gente aprende a pensar a própria vida e começa então a corrigir os desvios.

Seja lá como for, e respondendo à pergunta do título do post, relacionamentos tem sim muita importância! Não as partes A e B que formam o casal isoladamente, mas o relacionamento em si é um verdadeiro presente pra quem sabe aplicar as coisas que são importantes para seu aprimoramento constante 🙂

Por isso, cuide do seu. Aprecie. Valorize.

Conversa aleatória, mais uma semana!

Ei, pessoal! Espero que estejam bem e cheios de disposição pra começarem esta semana 🙂

Não sei vocês, mas eu tenho observado (até com um certo temor) que o tempo tem passado muito mais rápido do que usualmente… Acho que é a síndrome do “estou-chegando-nos-30”, somado a um grande desejo de que Jesus retorne logo.

Na semana passada, tive jornadas intensas de trabalho de 12/13 horas por dia, sentada em frente o computador até o bumbum ficar quadrado e com câimbra! Treinei todos os dias, diligentemente, e ainda incluí um treino light de cardio e alongamentos no domingo, pra contrabalancear as longas e ininterruptas horas que passo sentada e imóvel, exercitando somente os dedos no teclado e a massa cinzenta.

Há pouco tempo, quando passava praticamente o dia todo trabalhando sem muitas pausas, eu entendia que meu dia já havia me rendido o suficiente, e que tudo o que eu precisava era tomar um banho e pular na cama. Tinha aquela sensação de “eu-já-dei-tudo-de-mim”, e me via no direito legítimo de ser perdoada por não ter tido comunhão com Deus naquele dia, lido um livro, dado atenção e carinho para meu marido, ou feito uma rotina de treino, fosse ela curtinha, de 12 minutos apenas!

Quem cuida do espírito, das relações, do intelecto e do corpo, vive melhor e mais feliz.

Este cuidado se traduz em investimentos reais de tempo e energia, em áreas basilares, não em coisas periféricas que não impactam a qualidade de vida, e só geram desperdício. [Investir no que é importante, essa é a chave.]

Não é o tempo que tem passado mais rápido. É o nosso jeito de investí-lo que nos dá esta sensação de dias abreviados… O dia continua com suas 24 horas de sempre, nem mais nem menos… mas por não sabermos definir com firmeza as prioridades de nossas vidas, a percepção que fica é que realmente não nos sobra tempo ou energia para termos comunhão com Deus, ou pra ler um livro, dar atenção e carinho para o marido, ou fazer uma rotina de treino, seja ela curtinha, de 12 minutos apenas!

Todo mundo quer o retorno, mas poucas pessoas querem investir. Ou quando investem, demandam resultados imediatos.

O desafio é estabelecer nossas prioridades e investir nelas com o melhor do nosso tempo e energia. As outras coisas podem ficar pra depois, porque não acrescentam e tomam o lugar de outras coisas mais importantes.

Sei que ninguém é perfeito, e Deus sabe disso melhor do que toda a humanidade junta. Mas eu tenho certeza que Ele dá muita graça pra quem busca com sinceridade um caminho reto e produtivo em Seu Reino… Se colocamos nosso coração nas coisas que agradam a Deus, Ele nos apóia com estratégias e manobras, com ânimo e disposição.

Vamos tentar este desafio? A semana começou agora, e sempre dá tempo de rever uma postura aqui, outra ali 🙂

Aos poucos, mas com firmeza, a gente chega lá!! Um grande beijo e até breve! =**