Barata, divertida e recheada de polifenóis para a sua saúde: PIPOCA!

Hoje eu entendo o porquê de a minha mãe ficar esfregando toda a sua beleza e jovialidade na cara da gente!! Há muitos anos ela faz consumo regular de pipoca, sua companhia inseparável e leal de todas as noites, durante os telejornais de todos os canais abertos da TV! (sim, acaba um, ela sintoniza em outro, acaba o outro, ela sintoniza num terceiro… as mesmas notícias, as mesmas informações… e por aí vai…rsss)

Bom, gracinhas à parte, estudos mostram que a pipoca é uma riquíssima fonte de antioxidantes, possuindo mais polifenóis do que frutas e legumes. Os polifenóis são substâncias também encontradas no vinho tinto, chá verde e chocolate, que combatem os radicais livres e agem contra o envelhecimento precoce, diminuindo o risco de câncer e doenças cardíacas.

E todos estes benefícios podem ser mais especificamente encontrados naquela casquinha da pipoca que agarra nos dentes, deixando o sorriso mais #lyndro e charmoso! Daí toda vez que você tentar extrair estas casquinhas dos dentes usando os dedos (ai que nojinho!!! kkkkkkkkkkk), lembre-se de que ali estão concentradas as fibras e todas as benesses que este petisco pode oferecer à sua saúde 😀

PREPARO

Gente, pipoca de cinema cheia de manteiga não vale. Pipoca doce caramelada não vale. Pipoca com 2L de óleo não vale. Pipoca de microondas VALE! Sim, você leu bem! Eu disse microondas!

Mas não aquele saquinho industrializado que a gente compra no supermercado! Simplesmente, você pode adicionar uma pequena quantidade de milho a um saco de papel (tipo saco de pão mesmo), dobrar a abertura umas duas ou três vezes lacrando com uma pontinha de durex pra fazer menos bagunça; e depois é só deixar entre 2 e 3 minutos no microondas! (lembre-se que pipoca cresce e rende muito! Coloque uma pequena porção mesmo, algo em torno de 1/4 de xícara).

Fazendo desta maneira, você elimina o óleo que utilizamos para preparar a pipoca na panela e, junto com ele, você elimina também metade das calorias!

Pequenas porções de pipoca sequinha já passaram a  fazer parte do meu cardápio!

Espero que façam parte do seu cardápio também!!

Bjkas, minhas queridas! =***

Tensão pré-menstrual (TPM): Meu plano de ação para lidar com ela.

Ao lado do primeiro beijo, acredito que a primeira menstruação seja um dos maiores acontecimentos na vida de uma menina. Tudo o que mais poderíamos desejar nos anos dourados da pré-adolescência, era viver a emoção de chegarmos na escola e contar pra todas as nossas colegas que já éramos mocinhas 😀

No meu caso, esta emoção durou muito pouco, talvez uns dois dias, até que a primeira cólica me acometesse bem no meio da noite. Passaram-se os anos, e os sintomas da TPM eram cada vez mais variados e evidentes. Em alguns meses, as alterações físicas e de humor eram tão agudas, que eu mesma me estranhava e desconhecia completamente aquela “pessoa”.

Outros anos se passaram, e tudo veio a  melhorar bastante depois que me casei e passei a fazer uso regular da pílula anticoncepcional. Os anticoncepcionais mais modernos possuem a substância conhecida como drospirenona que auxilia no alívio dos sintomas característicos da tensão pré-menstrual como a retenção de líquido, irritabilidade e cólicas.

Atualmente, mesmo observando uma queda brusca nos níveis de desconforto causados pela TPM, ainda sinto com muito vigor três daqueles principais sintomas que todo mundo já conhece e “reconhece” numa mulher em seus dias: irritabilidade, distúrbios de apetite e pele oleosa/acne. (Não fosse por estes três sintomas, eu passaria ilesa por este período sem sequer notar qualquer diferença.) 

E foi observando todo o incômodo que estes sintomas vem me causando nos últimos meses, que resolvi criar um plano de ação para aprender a lidar com cada um deles sem grandes traumas e marcas. Divido com vocês meu PAPLCATPM (Plano de Ação Para Lidar com a TPM). (pode rir…rsss)

AVISO AOS NAVEGANTES

Até muito pouco tempo, eu não entendia o que acontecia comigo durante praticamente duas semanas do mês. A alienação era tão grande, que eu simplesmente não conseguia associar aqueles sintomas com a TPM… acreditava que de fato eu precisava procurar um médico, porque coisas estranhas estavam acontecendo comigo.

Então a primeira dica aqui é uma  bobagem, mas que faz toda a diferença: marque no calendário o dia em que os sintomas aparecem e desaparecem no mês. No primeiro mês você vai observar, para fazer um cálculo aproximado dos meses seguintes.

Por exemplo, este mês, meus sintomas apareceram dia 15, e começaram a ir embora ontem, dia 27. Meu sintomas sempre vão embora antes de a menstruação propriamente chegar.

Ao fazer este cálculo, você ganha vantagem e pode se preparar (e avisar às pessoas que convivem com você.rsss) ao invés de ser pega de surpresa 😀

UMA COISA PUXA A OUTRA

O primeiro sintoma que prenuncia a minha TPM são as benditas espinhas. Minha pele fica muito oleosa e aparecem aquelas pústulas pequenas na testa (uma colôniaaaaa), e próximo ao nariz. Se eu não tenho a plena consciência de que se trata de uma fase do mês, e que depois minha pele voltará ao normal naturalmente, eu começo a surtar achando que o quadro de acne grave que tive no passado está ressurgindo.

E ao pensar isso, eu fico MUITO irritada e frustrada. E esta irritação e frustração rapidamente se transformam numa profunda tristeza e desconsolo. E esta tristeza e desconsolo são recompensadas com muita comida. E por achar que estou comendo demais, quando me olho no espelho, me acho muito gorda. E ao me olhar no espelho, eu vejo que as espinhas ainda estão lá. E aí eu me sinto MUITO irritada e frustrada, etc, etc, etc (o ciclo se inicia novamente).

Vejam só: tudo o que descrevi acima são sintomas característicos da TPM (que sem precedentes aparecem, e sem precedentes vão embora)… mas que por falta de conhecimento, podem ser encarados como problemas reais da vida.

E se nós os encaramos como problemas reais da vida, nossa resposta a eles é uma entrega total à depressão e tristeza. A gente espreme o rosto inteiro, toma decisões impensadas, etc. Mas se os encaramos como sintomas passageiros, nossa resposta é estratégica e consciente.

ESPELHO, VAMOS DAR UM TEMPO

Gente, não ri, é sério. Estudos recentes mostram que as mulheres que se olham menos no espelho, são mais felizes e bem resolvidas consigo mesmas. No auge do meu desespero, eu fico me olhando no espelho a cada 10 minutos (literais), na esperança de que a minha aparência vai repentinamente mudar e melhorar. Fico alimentando ainda mais o ciclo e perdendo totalmente o controle sobre mim e minhas emoções. Uma estratégia que eu uso pra não desencadear o ciclo degradante que citei acima, é cortar o mal pela raíz, de onde todos os outros sintomas da TPM se agravam mais ainda.

ANTES, DURANTE E DEPOIS DA TPM, VOCÊ É O QUE VOCÊ COME

Já li muitos artigos sugerindo a ingestão de alimentos específicos durante a TPM para a amenizar os principais sintomas conhecidos. Entretanto, estudos recentes mostram que a incidência destes sintomas pode ser significativamente menor dentre o grupo de mulheres que consomem estes alimentos regularmente (já há alguns anos) e não somente durante o período de desconforto.

Guardem estes nomes: Cálcio, magnésio e vitamina B6. Quando estes nutrientes estão em falta em nosso organismo, é natural que fiquemos taradas por chocolate, muito irritadas e depressivas. Durante todo o mês, se esforce para incluir ricas fontes destes nutrientes à sua dieta, como derivados do leite, salmão, grãos integrais, banana, batata, abacaxi, verduras, folhas e muita água para diminuir a retenção de líquidos, e a sensação de inchaço.

Estes alimentos também ajudam a atenuar a severidade das cólicas menstruais, cujas causas devem ser cuidadosamente investigadas junto a um ginecologista, quando analgésicos e anti-inflamatórios já não dão mais conta do recado.

Evite: álcool, cafeína e sal, de preferência a vida inteira e não só durante a TPM.rsss

CONSIDERAÇÕES FINAIS

No meu caso, eu já aceitei o fato de que metade do meu mês está comprometido pela TPM e pela própria menstruação em si (mulher sofre, gente). E por isso, estando ao meu alcance e dentro das minhas possibilidades, eu sempre dou preferência para realizar compromissos importantes e de peso, na ouuuuutra metade do mês quando estou me sentindo ótima, linda e alto-astral: festas, reuniões, fotografias, encontros, etc.

  • Principalmente no caso da irritabilidade, acho também muito importante avisarmos às pessoas mais chegadas com quem convivemos em casa, na escola e no trabalho; para que uma resposta atravessada não venha a se tornar motivo de mágoa ou discussão. Chá de camomila antes de dormir e suco de maracujá também ajudam a acalmar.

Todavia, tomemos muito cuidado para não transformarmos a TPM numa desculpa legítima para a grosseria e rispidez. Todo esforço conta para que ninguém se torne a próxima vítima: respire fundo, conte até 10, sorria mesmo se tiver vontade de matar. O perigo está em nos entregarmos a essas inclinações passageiras, e ficarmos marcadas pra sempre por episódios que poderiam ter sido evitados.

  • A fome aumenta, e eu fico com vontade de comer e mastigar o dia inteiro. Minha tática pra saciar esta “falsa” fome é comer alimentos ricos em fibras que vão me dar aquela sensação de saciedade (frutas com casca e bagaço e verduras): pico tudo num bowl e vou beliscando durante o trabalho, ou em frente à TV. Se tenho vontade de comer um chocolate, como um quadradinho, e não a barra inteira.
  • No caso da acne, eu não faço qualquer intervenção, uma vez que a garantia de que ela vai sumir após aquele período é certa. Não manipulo e não passo remédios ou cremes (principalmente porque as espinhas podem piorar inicialmente, o que é muito característico das substâncias tópicas para a acne). Evito levar a mão ao rosto, e sigo normalmente com as minhas rotinas de cuidados para a pele oleosa que vocês já conhecem.

Em suma: não se entregue a TPM. Não deixe de viver por causa dela, não a use como desculpa… E se você sente que todo o seu esforço é pouco, e que ela te domina apesar de tudo, procure um médico para um tratamento mais direcionado e eficaz. Já existem medicamentos e terapias específicas para os casos mais agudos da TPM.

Estamos juntas nesta luta, meninas! Espero ter ajudado de alguma forma!

Beijo grande pra vocês!! =***

Dias frios combinam com chás, que combinam com saúde, que combinam com você.

Desde muito cedo na vida, o bom e clássico cafezinho sempre foi a minha bebida quente predileta. Sobretudo num dia de trabalho, o cafezinho funciona pra mim como parte da gratificação que busco receber por uma atividade cumprida, uma meta alcançada… ou, em dias mais preguiçosos, ele funciona como minha desculpa mais descarada pra dar aquela enrolada básica. #busted 😀

E mesmo diante de toda a controvérsia que rodeou o café no passado, já é público e conhecido que o seu consumo regular de até três xícaras diárias, não oferece riscos à saúde. Antes pelo contrário, estudos recentes até mostraram que as substâncias presentes no café (muitas outras além da cafeína) podem contribuir na prevenção de doenças como Diabetes, Mal de Parkinson e alguns tipos de câncer. Ou seja, não havendo restrições médicas, o café pode ser consumido por qualquer pessoa.

Infelizmente, no meu caso, ainda que o consumo esteja dentro do normal, observo algumas desvantagens pra mim, particularmente 1) sinto que vez ou outra, o café me dá um pouco de azia, 2) ele deixa aquele gosto estranho na boca característico da bebida, 3) é uma desculpa pra eu fazer uso de açúcar, porque café com adoçante é MUIIIIITO ruim 4) e, principalmente, a minha predileção por ele, me impede de gozar dos benefícios de outras bebidas que fazem bem à saúde.

Hortelã

Hortelã

Foi quando um dia,  pensando num substituto tão quentinho e gostoso quanto o café, minha mãe veio me visitar trazendo folhas de manjericão e hortelã fresquinhas! No bairro onde ela mora, ficam estes vendedores ambulantes vendendo ervas tão baratinhas que dá pra variar e ter chá fresco todos os dias (acho que rimou.rs) É lógico que na falta das folhas fresquinhas, a gente vai de chá de sache mesmo… mas o sabor e a concentração são MUITO diferentes.

A DICA DE HOJE

E eu vejo muitas matérias por aí falando sobre chás esdrúxulos para emagrecimento e outros resultados milagrosos, enquanto na verdade podemos ter no quintal, ou na vendinha da esquina, um aliado acessível e barato que pode ser incorporado à nossa vida, para além dos anseios estéticos. Ou seja, estando em forma ou não, acredito que devemos conhecer e fazer uso destes chazinhos que sempre tem algum benefício a nos oferecer.

Manjericão

Manjericão

Por isso, a minha dica de hoje são justamente estes dois chás que apresentam fantásticas propriedades digestivas, diuréticas e anti-inflamatórias: TUDO o que a gente precisa nesta época do ano em que sentimos mais fome, e somos acometidos pelas doenças/desconfortos respiratórios.

Geralmente, eu tomo o meu religioso chazinho de hortelã ou manjericão depois do almoço e antes de me deitar (ajuda muito a aquecer o corpo e, consequentemente, pegar no sono com mais facilidade). Uma dica importante também é inalar o aroma do chá à medida que for bebendo, uma vez que ele também possui propriedades terapêuticas.

Estas bebidas são seguras, não possuem cafeína e apresentam um sabor tão delicioso que eu, pessoalmente, acredito não ser necessária a adição de açúcar. Gosto de preservar totalmente o sabor original do chá…

A MANEIRA CORRETA DE PREPARAR O CHÁ

1) Ferva a água.

2) Coloque as folhas ou o sachê no fundo da xícara de cerâmica ou porcelana (que retem melhor o calor). A quantidade vai depender do seu gosto, ou de quão concentrado você deseja que seu chá fique.

3) Acrescente a água, tampe a xícara e deixe fazer a infusão por aproximadamente 5-10 minutos.

Prepare pequenas quantidades para consumo imediato. Infelizmente, no dia seguinte, algumas propriedades já podem ter se perdido. Se você deseja adoçar, uma boa dica é usar o mel no lugar do açúcar =)

*Se você tiver uma receita de chá específica, fique à vontade para usá-la.

Acho que vale a pena passar no mercado depois do trabalho e comprar umas folhinhas de hortelã e manjericão… Leve algumas para o trabalho (já fiz muito isso) e garanta sua dose após o almoço, ou no lanche da tarde 😉

É isso aí: quentinhas e saudáveis, meninas!

Um beijo pra vocês! =***