Um #prontofalei especial de Natal :D

Todo ano, em meados de Novembro, eu sempre recebo uma encomenda *literária* da minha mãe (super previsível.rss) que consiste em mais ou menos isso: 1) eu escrever uma mensagem linda e emocionante de Natal pra ela exibir num banner gigante no restaurante dela, 2) eu escrever uma mensagem linda e emocionante (obrigatoriamente DIFERENTE da primeira que escrevi para o restaurante), pra ela colocar nos cartões que vão seguir com os presentes que ela compra pra toda a família e amigos, 3) eu preparar um DISCURSO pra falar na noite de Natal que seja obrigatoriamente diferente da mensagem do banner e da mensagem dos cartões…

Quer dizer: hoje que sou adulta, eu posso gentilmente me recusar a fazer pelo menos o tal do discurso, mas quando eu era criança…………..  Ela me *ensaiava* pra ser oradora da turma, me mandava decorar poesia pra recitar pra professora no Dia dos Professores, NA FRENTE de toda a classe (com gestos e entonação de voz!!!) e por aí vocês já podem imaginar o tanto que sofri bullying na infância.rsss

Tipo isso!! kkkkkkkk

Tipo isso!! kkkkkkkk

Quando cheguei à faculdade, resolvi que queria me libertar disso e por um instante pensei em não participar de absolutamente nada que implicasse em eu ter que subir num palco e falar qualquer coisa, fosse na colação de grau ou na missa dos formandos. Mas aí na minha mente eu já imaginei o tanto que minha mãe ia ficar desgostosa da vida, e acabei escrevendo a mensagem aos pais… subi lá no púlpito da igreja e li no dia da missa 😀 Ela ficou bem feliz 😀 #donaflorinda

Estou contando isso primeiro porque é muito engraçado, lógico, e segundo porque quero falar pra vocês o que sinto vontade de escrever nestas encomendas literárias de Natal.rsss

Acredito que num destes posts passados, eu já devo ter dito que escrever bem demanda um pouco de dom, mas também demanda um pouco de técnica, que é mais do que fundamental… Eu sinceramente não vejo, principalmente hoje em dia, que organizar palavras bonitas numa sentença, possa ser considerado um prodígio ou algo magnífico.

Não porque atualmente o ato de escrever ou de se comunicar tenha se tornado mais árduo, raro ou difícil. Sinto que é  porque os interlocutores estão cada vez menos exigentes e mais iludidos, e preferem sempre as palavras bonitas organizadas numa sentença, às palavras verdadeiras que precisam ser ditas em qualquer tempo, inclusive no Natal.

Observe bem o cenário que  o evangelho nos mostra… Jesus se dirigindo a uma multidão de perder de vista (homens, mulheres, velhos, crianças, ricos e pobres – audiência nada homogênea) que se prendia ao que muitos gostam de chamar de *carisma*, mas que na verdade se chama autoridade. (As pessoas ficavam admiradas com o seu ensinamento, porque Jesus falava com autoridade – Lc 4:32)

Jesus não operava por meio de carisma, ou técnicas de oratória, ou palavras *semanticamente* bem colocadas. A autoridade com que Ele falava vinha primeiramente do Espírito de Deus que estava sobre Ele, e pela verdade e aplicabilidade do seu ensinamento.

Fossem palavras doces ou duras, Jesus falava pela direção do Espírito, que endossava o seu discurso e testificava a veracidade de tudo o quanto Ele falava ou fazia. E isto sim é dom… algo dado por Deus de forma gratuita, que não se prende ou se limita a uma técnica ou ao perfil de uma audiência.

Jesus_Preaching2_op_720x540

Por isso, falar pela direção do Espírito é sempre muito efetivo (porque as coisas de Deus não falham), mas muito pouco popular. Imaginem um cartão de Natal com as seguintes palavras:

“Querido Fulano,

Neste Natal, eu não desejo que todos os seus sonhos se realizem. Desejo que os sonhos de Deus se realizem em você… Desejo que muitas portas se abram pra você, mas que muitas outras portas se fechem também, porque nas duas situações, é a vontade de Deus que está prevalecendo. Te desejo um ano novo muito próspero, porque prosperidade significa *ausência de necessidade*. Por isso meu desejo é que você seja próspero: viva bem, com contentamento, sem que nada te falte. E que você viva o Natal não como a celebração do menino Jesus, mas como o nascimento dAquele que era a promessa da nossa Salvação… E ao se dar conta disso, te desejo também que você viva todos os dias do próximo ano em grande intimidade com quem só veio ao mundo por sua causa. Te  desejo a paz de Jesus, o amor de Jesus e o Reino de Jesus, que te chama e te convida todos os dias, e não tem absolutamente nada a ver com isso que a gente acha que é Natal. E aquele bordão de *desejo que você renasça com o menino Jesus*, vou colocar de uma maneira diferente: desejo que você se entregue a Jesus, morrendo para a sua velha vida, e renascendo para a vida que Ele tem pra você. Mas isso você pode fazer em qualquer dia do ano… desde que seja sincero, e não da boca pra fora, com inclinação de se voltar atrás na primeira oportunidade. No mais, saiba que Jesus te ama, não desiste de você, e bate à sua porta todos os dias. Se você ouvir, abra, e Ele ceará contigo.”

Certamente um cartão deste causaria muita estranheza. Porque o Natal, além de uma data comercial é sobretudo uma data de caráter motivacional… É nesta época do ano que a gente tende a acreditar que, pela força do pensamento e pelo muito querer, o ano seguinte será melhor. Ou seja: estamos falando de uma data voltada para o bem-estar-emocional-psicológico das pessoas, e não para a celebração do nascimento de Jesus. Mas disso todo mundo já sabe…

AF-gKb_0107

Não estou dizendo que precisamos nos trancar num quarto ou nos isolarmos do mundo para fazermos valer o verdadeiro sentido do Natal… Muito antes pelo contrário: a comunhão com os irmãos e o *cear* juntos, tem tudo a ver com a vida de Jesus!

O que precisamos mesmo é entender nossa motivação ao fazermos tudo isso… Estamos na companhia dos irmãos, amando-os e presenteando-os para seguirmos um script combinado, ou para darmos o verdadeiro testemunho do amor e compaixão de Cristo?

O importante é sempre orarmos pra que Deus realmente nos mostre a sinceridade ou a falsidade que se encontra no nosso coração… Pra que antes de distribuirmos nossos votos de Natal aos outros, a gente receba primeiramente uma cura e uma restauração das nossas intenções. Porque assim nos realinhamos com Ele, e tudo o que dermos aos outros (no Natal ou em qualquer outra época do ano) será sem dúvida com verdade e genuinamente da parte de Deus.

É o que eu desejo pra você e pra mim =)

Anúncios

8 pensamentos sobre “Um #prontofalei especial de Natal :D

  1. Mas q vc gostava de ir à frente da sala recitar versos vc gostava kkkk… Como diria meu pai “sua exibidinha”…
    Com toda piada, esse é um dom q Deus te deu. Vc fala e escreve muito bem e de uma forma muito claraaa.
    Belo texto… ADOREIIIIIIIIIIIIIII!!!
    beijos, love u

  2. PERFEITO! Simplesmente isso! Amei seu post anterior e esse aqui então foi um complemento. Muito sábia como sempre! E gostei do cartão de natal (é isso mesmo que nossos entes queridos deveriam receber). Parabéns novamente! Beijos

  3. Num sei como cheguei até vc Diana, nessa blogsfera a gente clica aqui, clica ali e vamos indo…
    Tb tenho canal no Youtube e trabalho com net pelo Facebook, tenho uma loja virtual de peças de montagem de bijus e no canal ensino a fazer bijus!
    Gostei muito da sua forma de se expressar e lendo esse texto refleti sobre o nosso proposito e como DEUS nos usa na vidas das pessoas!!
    Sinto falta de ver a Palavra nos blogs, a sensação que me dá é que as blogueiras evitam um pouco o assunto com receio de perder seguidores ou se tornarem impopular.
    Achei maravilhosa a forma de você revelar que é de DEUS!!
    Realmente tirei o chapéu!!
    Quando tuver um tempo da uma olhada no meu trabalho!!
    Nu tenho essas manhas de edição nos vídeos que vc tem, na verdade meu negócio é com criação, alicates e afins, sou meio avessa a essas tecnologias, mas tô indo devargar e sempre!!
    Que o Senhor possa honrar você e como disse no texto te prosperar em tudo que esteja de acordo com Sua vontade, que é perfeita!!!
    Bjk flor!!
    Facebook:Ana Gabriela Machado
    YouTube: AnaGGabriela
    email: gabriela.machado@hotmail.com

  4. Gostei muito do seu texto, Diana.
    É verdade, a forma como o Natal é vivenciado hoje, lembrado simplesmente por troca de presentes, papai Noel, nada tem a ver com a mensagem de SIMPLICIDADE e HUMILDADE de Jesus… Aliás, tudo, tudo que é pregado como o ser “feliz”, o ” legal”, neste mundo de hoje é desvirtuado da verdade de Jesus, e recheado das ilusões e superficialidades do mundo. Basta ligar a TV e vemos que hoje só se valoriza o superficial. As pessoas acham que celebrando o Natal dessa forma superficial estão fazendo a vontade de Deus, mas não estão. E essa não é a melhor forma de desencaminhar alguém? Fazendo-o acreditar que está fazendo o certo? É tudo parte de um plano, um plano “daquele que comanda este mundo”. Jesus nem mesmo nasceu no dia 25 de Dezembro. Mas essa já essa outra discussão, polêmica por demais para ser tratada aqui!!
    Te parabenizo pelo belo texto! bjs

Deixe um recadinho =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s