Pequeno manual de etiqueta para resolver alguns impasses do Natal ;)

Em tese, as festas de final de ano e principalmente o Natal em si, deveriam ser interpretadas e vividas como datas de suprema tranquilidade, alegria, paz e muito conforto. Sobretudo por se tratar de uma época primordialmente celebrada junto àqueles que nos são muito queridos e íntimos, acredito que os *procedimentos* seriam mais fáceis e até mesmo mais interessantes, se usássemos da liberdade e espontaneidade que temos uns com os outros, em nossas relações familiares e de amizade em geral.

O problema é que na maior parte do tempo, ser livre e espontâneo representa uma estranha ameaça à vida e convivência social. É uma triste constatação, mas nosso melindre e egoísmo nos roubam o direito de agirmos exclusivamente conforme mandam os sentimentos e a alma… E é em razão desta natureza implacável, e da capacidade de o ser humano sempre complicar tudo o quer era pra ser simples e natural – é que acabamos criando um código (velado, lógico) que estabelece o *certo e o errado* o *aceitável e o inadmissível* e o *educado e o grosseiro* nos momentos das decisões.

E é claro (e ninguém discorda disso), que um pouco de regras e boas maneiras são sempre as melhores ferramentas para sabermos como nos comportarmos e nos dirigirmos às pessoas, preservando a integridade do momento e principalmente os nossos sentimentos e os dos outros também.

christmas-presents

Bom, indo direto ao ponto… Felizmente ou infelizmente (você decide), as festas de final de ano estão sempre muito ligadas a dar e receber presentes. Eu inclusive tenho minhas ressalvas pessoais quanto a este comportamento, por se tratar de uma época que gera grandes níveis de endividamento da população, além de não ter absolutamente nada a ver com o verdadeiro sentido do Natal. Mas isto é assunto para um outro post… 😉

Por hora, a pergunta é: na prática, como devemos decidir pra quem dar presentes e o que exatamente dar?

TÓPICO 1: PRESENTES

– Primeiramente para os mais chegados e íntimos, com quem temos mais convivência e relacionamento. Entretanto, é sempre muito delicado e de bom gosto, presentear também prestadores de serviços com lembranças que expressem afeto e gratidão – como um chocotone bacana para o porteiro, por exemplo. (eu com minha obsessão por chocotones, né?? kkkkkkkk)

– Quanto à festa e ceia de Natal, eu adoro uma dica que o consultor Fábio Arruda deu numa entrevista, de levar um mimo para as crianças (balas, chocolates, etc) e um vinho, por exemplo, para os anfitriões. Não precisamos nos preocupar em levar presentes para todos os convidados da festa, porque com um gesto destes, já demonstramos nosso carinho e consideração por termos sido convidados para aquele momento de comunhão.

– Repetir presente, pode? Bom, vou dar minha opinião pessoal aqui… Eu sou o tipo de pessoa que é capaz de ficar num shopping durante 4 horas procurando *O* presente pra alguém. Adoro pensar que meu amigo ou familiar, irá ganhar algo que goste muito ou que esteja realmente precisando… E quando a gente repete os presentes todo ano, a impressão que fica é que presentear as pessoas se tornou algo chato e cansativo demais, sabe? :/

Por isso, minha dica pessoal é não se ater ao valor do presente, e sim à sua intenção com aquele presente. Se no ano passado você deu uma camisa, pense neste ano, em dar um DVD com versão estendida e curiosidades sobre aquele filme que você sabe que a pessoa adora! Seja perspicaz, e use da sua intimidade para *sacar* o que seria um presente legal para o perfil daquela pessoa…

The Fine Art Of Exchanging Gifts

Uma maneira de você inclusive demonstrar sua consideração seja dando um presente de cinco ou duzentos reais, é escrever no cartão o que o presente sozinho não diz: seus sentimentos ❤

– Mas se a grana estiver realmente muito curta, uma lembrança para toda a família, ao invés de presentes individuais, também é uma excelente dica. Daí você anexa o cartão com os nomes dos membros daquela família, e escreve suas palavras de afeto e gratidão 😉

– Todo mundo se preocupa em não ser mal visto por dar um presente muito baratinho… Mas dar presentes muito caros também não é exatamente elegante, porque a gente acaba constrangendo a outra pessoa, que se sente na obrigação de retribuir à altura. Em geral,  a regra é: presentes muito caros e de grande valor material, somente para os íntimos MESMO.

– E presente no trabalho, como que faz?? Obviamente que você não tem como obrigação sair distribuindo presentes pra todos os seus colegas de trabalho; mas se você quiser agradar à sua equipe, o ideal é escolher uma pequena  lembrança IGUAL pra todos com um bonito cartão pessoal: simples e chique 😉

– Agora, gente… eu preciso falar!! Nada de chegar pra pessoa e proferir aquela frase INFAME: é só uma lembrancinha!! A gente precisa se policiar, porque esta frase já está plantada na mente da gente! Não se deprecie e nem coloque a outra pessoa numa situação constrangedora… Dê um abraço sincero, agradeça e fale os seus sentimentos. No máximo (e isto é super permitido), reforce a liberdade que a pessoa terá se quiser trocar o presente.

E para finalizarmos este primeiro tópico, minha dica é que você não torne a compra dos seus presentes num pesadelo. Se você realmente não sabe o que dar e se encontra à beira de um colapso nervoso, não se preocupe: compre algo coringa como uma bela caixa de chocolates, um arranjo bem LINDO de flores, ou um vinho legal,  e invista nos detalhes como uma embalagem diferenciada e um cartão mega lindo escrito por você!

christmas-party

TÓPICO 2: RECEBENDO AS PESSOAS NA NOITE DE NATAL

Gente, não sejamos hipócritas: todo mundo quer tirar nota 10 na arte da recepção! Eu às vezes sou muito relapsa neste quesito e vivo tomando puxões de orelha da minha mãe, que é uma anfitriã de MÃO CHEIA!

– Primeiramente, é preciso convidar as pessoas, e convidar direito! Nada de e-mail, SMS ou Facebook: é convidar pessoalmente ou falar por telefone mesmo.

– Pode ser que a gente tenha um pouco de receio nestes momentos, mas pedir para o convidado trazer um prato ou uma bebida é aceitável, principalmente se ele se oferecer a ajudar. Daí a gente pergunta o que seria mais tranquilo e confortável para ele trazer no dia da ceia.

– Quanto ao local da ceia (limpeza, decoração, etc), eu sou da seguinte opinião: quanto menos objetos e penduricalhos, mais espaço teremos sobrando, e mais à vontade os convidados vão ficar. Este negócio de muita coisa pela casa inteira, acaba atrapalhando a circulação de pessoas e dá aquela sensação de lugar cheio e abafado demais, sabe?

O mesmo vale pra decoração: algo sóbrio, de bom gosto, mas que não vai *poluir* visualmente o ambiente 😉

– Agora, eu tenho uma dica que eu vejo minha mãe fazer todo ano: pensar nas crianças!! Ela SEMPRE reserva um cantinho com coisinhas que as crianças adoram, pra que elas tenham um *point* onde possam passar tempo com a garotada, se divertirem e não mexerem no que não devem! (kkkkkkkkkkkk)

office-christmas-party

– Quanto ao horário da ceia, algumas famílias gostam de servir à meia noite ou um pouco antes, às 22h, por exemplo. O importante é que seus convidados saibam disso, pra não emburrarem a cara porque estão cansados de esperar… No que depender de *vós*, sirva tudo no horário e fresquinho, porque convidado com fome ESTRAGA qualquer festa! #aiquehorror

A ceia de Natal é um momento para colocar o papo em dia, conversar, ter comunhão e confraternizar! Pelo amor de Deus, larga seu tablet ou celular no silencioso, no fundo da bolsa, pra não cair nesta de tuitar ou ficar postando o resultado parcial da Telesena toda hora no Facebook#prontofalei

– Gente, eu preciso falar sobre a música também… Minha cunhada tem um hábito que eu acho o MÁXIMO e que quero copiar quando eu tiver meus filhos: É Natal? Então nós vamos colocar um repertório de músicas natalinas! É aniversário de criança? Então nós vamos colocar um repertório apropriado para crianças! É um jantar francês? (como ela já fez pra gente uma vez!!) Então vamos colocar um repertório somente de músicas francesas!

Eu realmente acho esta postura muito legal e proveitosa! E embora eu saiba que muitas pessoas não curtem um repertório tão específico, acredito que a gente precisa pelo menos pensar num fundo musical que dê pra conversar sem gritar (atenção ao volume!!), e que não contenha músicas de letras ofensivas e degradantes impróprias para um ambiente tão puro e familiar. #prontofalei

Meu Deus, este post está gigante!! Mas é porque este assunto não tem fim! Vou deixar pra vocês continuarem o texto aí nos comentários, dividindo com a gente suas dicas de etiqueta e segredinhos de família para o Natal!

Te espero!! Beijinhos!!

Anúncios

8 pensamentos sobre “Pequeno manual de etiqueta para resolver alguns impasses do Natal ;)

  1. Adorei as dicas! É sempre bom sabermos nos comportar melhor em situações especiais! E super concordo com a questão das músicas escolhidas! Acho de péssimo gosto as pessoas ficarem colocando pra tocar músicas que não tenham nada a ver com a data que se está comemorando. Eu por exemplo gosto mto de carnaval e aqui no meu bairro costuma ter uma festinha de rua que eu sempre gostava de ir, mas de uns tempos pra cá a única coisa que toca é funk, axé e pagode! E eu, coitada, louca pra ouvir as marchinhas que são tão específicas do carnaval!

    Di, vc tem algum e-mail que possa fornecer aqui? Ou então, caso não queira deixar aqui nos comentários, será que vc me enviaria um e-mail com seu endereço eletrônico? Eu acho até que já te fiz esse pedido, mas não lembro ao certo, rs. Meu e-mail: mcbdantas21@hotmail.com

    Bjos, boa semana!

    • Sem comentários, né?? Não se faz mais nada como antigamente…rssss
      Qualquer ano destes, vou me voluntariar pra ficar responsável pela *sonoplastia*, e quero só ver a cara das pessoas! uhauauhauha

      Quanto ao e-mail, já estamos combinadas, né?? Bjokas pra você!! =**

  2. Diana, sempre te assisto e te “leio” aqui no blog, para mim você é a melhor, não menosprezando as demais. Mas adoro seu senso ético, maduro, eclético, Você nos passa o esforço que faz para sempre poder dá o seu melhor, mostrando que isso é possível, e que um pouco de esforço e dedicação podemos sim, qualquer coisa! Gosto da variedade que também encontro no seu conteúdo, Você não é limitada, pelo contrário, Sempre atenta, sempre com algo novo… ah e suas palavras, são muito bem ditas e seus contextos bem elaborado. Seu senso está sempre dentro da moral, da dignidade, da ética, do que é belo. Aqui eu posso saber mais não só sobre beleza de fora, mas também a beleza que há dentro que temos que sempre cultivar. Por isso, esse seu espaço e o seu canal no youtube nunca fica chato e monótomo. Sempre há algo novo para ver, diferente e MUITO interessantes, prende nossa atenção, sabe! Você tem um dom e isso é claro! Outra coisa que sempre pensei é que muito do nosso marketing pessoal vem do berço. E Você fala muito da sua Mãe, isso desperta uma curiosidade (risos)… se tiver ao seu alcance, seria interessante um vídeo com sua Mãe, vejo que é uma grande mulher, pois criou-te muito bem. Ou um vídeo falando dela, sei lá. Acho que seria muito útil. Um grande beijo. Não deixe isso aqui porque eu ”preciso” disso!!! Deus te abençoe, sempre!!!

    • Nossa, Flávia… fiquei até constrangida ao ler seu comentário.rsss
      Muito obrigada por ter todas estas opiniões legais a meu respeito 😀

      E quanto à minha mãe, vou pensar com carinho na sua sugestão, com certeza! kkkkkkkkkkkkkkkk

      Obrigada mesmo por acompanhar o blog e por ter sido tão generosa em suas palavras! Beijo grande no seu coração!! =***

  3. As dicas são ótimas!Principalmente quando participamos das brincadeiras do fim de ano, o “amigo oculto” e não conhecemos bem a pessoa em que tiramos no sorteio,comprar algo coringa é uma boa ideia ,tem gente que quando “tira” no sorteio o chefe sente na obrigação de dar um presente caro kkkk bjs

    • kkkkkkkkkkkkkk Ai, Cláudia! Amigo oculto é um caso a parte, né??? Eu nunca tirei chefe, mas se fosse o caso, eu ia dar tipo uma lembrança destas lojas de R$ 1,99 só pra ver a cara dele!! 😀 Daí depois dava o presente de verdade pra preservar meu emprego! kkkkkkkkkkkkkkkk

Deixe um recadinho =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s