Tudo o que você precisa saber sobre manchas na pele, exposição e proteção solar!

Eu sempre falo brincando que quando você acha que tudo está ruim em sua vida, existe uma coisa que sempre ajuda a deixar tudo bem pior: os hormônios.

Observe como que a maioria dos tormentos femininos são, em grande medida, causados, desenvolvidos ou agravados pela ação dos hormônios: celulite, acne, manchas, queda de cabelo, sobrepeso, mau-humor, depressão… e a lista segue por este caminho!

É óbvio que todas nós temos nossa parcela de participação sobre estes tormentos que citei, e acabamos sempre introduzindo um fator desencadeante destes quadros, seja uma má alimentação, o uso de um produto inadequado e, no caso das manchas da pele, a exposição desprotegida e irresponsável ao sol.

Nós, brasileiros, meio que internalizamos o elemento “sol” como um traço celebrável da nossa pátria, cultura e cenário natural, que muito nos orgulha e cai super bem nos cartões-postais, nas fotografias de férias e, principalmente, nos bronzeados e marquinhas de biquíni.

Acaba sendo difícil compreender e aceitar que este mesmo sol que exalta a beleza e autenticidade do Brasil, é o mesmo sol que causa manchas, queimaduras e até mesmo o câncer de pele, responsável por 25% de todos os tumores malignos registrados no país.

E infelizmente, a gente só se atenta para o caráter nocivo do sol, quando algum prejuízo estético nos alcança e nos leva aos consultórios dermatológicos com as principais queixas da mulher adulta: manchas e envelhecimento precoce no rosto e nas mãos.

Elas podem aparecer principalmente na idade fértil e durante a gravidez, em regiões que acumulam melanina como as bochechas, testa e acima dos lábios; e são desencadeadas por inclinação genética (peles mais sensíveis à luz), fatores hormonais e exposição aos raios solares que estimulam ainda mais a produção desta melanina, deixando na pele aquelas manchas escuras e acastanhadas.

Logo, independente do seu quadro ou mesmo que você não tenha qualquer manchinha no seu rosto, esteja atenta aos principais mandamentos do uso da proteção solar e quebre qualquer paradigma que te leve a pensar que se proteger do sol é frescura e um gasto desnecessário de dinheiro. (Quem não gasta com a saúde de maneira proativa, vai acabar gastando mais tarde de maneira reativa, quando contrair algum incômodo ou doença):

– O seu protetor solar deve te proteger contra os raios UVB (que causam danos imediatos, e é inclusive o responsável pelas queimaduras e câncer de pele), e também contra os raios UVA (que causam danos cumulativos, como o eventual aparecimento de manchas, flacidez e rugas na pele).

– Você deve usar protetor solar todos os dias do ano, mesmo em dias nublados e chuvosos. A radiação UVA não tira férias, e está presente em todas as estações.

–  Para máxima proteção, o protetor solar  (FPS mínimo de 30) deve ser reaplicado a cada 3 horas. Se estiver num clube ou praia, por exemplo, onde você pode transpirar ou retirar o produto quando entrar no mar ou piscina, o protetor deve ser reaplicado ainda mais frequentemente, e sempre que retirado com suor, água ou toalha.

– Aplique o protetor sobre todas as áreas descobertas do corpo: face, orelhas, pescoço, colo, braços, mãos, etc; 30 minutos antes de sair de casa ou de se expor ao sol.

– Não existe necessidade de usar óleo bronzeador para se conseguir aquela cor bonita e duradoura. Os óleos bronzeadores não possuem fator de proteção e por isso permitem que o sol queime a cútis,  o que acaba ocasionando a inevitável descamação da pele (efeito cobra, ninguém merece!!).

Se você aplica o protetor solar em todo o corpo, o sol te bronzeará gradualmente ao invés de “queimar” sua pele e deixá-la toda descascando no final das férias.

– Toda proteção, ao rosto principalmente, nunca é demais. Se você puder se sentar à sombra, não tem por que escolher um lugar debaixo do sol quente. Use bonés, chapéus, óculos-de-sol e lembre-se que além dos malefícios à saúde, não há necessidade de se expor diretamente ao sol durante horas para ficar bonita e bronzeada.

TENHO MANCHAS NA PELE, COMO POSSO TRATÁ-LAS?

Primeiramente, é importante reforçar que diferente do que circula pela internet, pomadas hidratantes (ex: Bepantol, Hipoglós, etc) bem como receitas caseiras à base de açúcar e limão, não clareiam manchas da pele.

Estas receitas que insistem em fazer parte da pauta de muitos blogs e sites de beleza, são apenas soluções que hidratam a região afetada, conferindo um melhor aspecto daquela mancha, e a consequente ilusão de que ela clareou.

Quanto ao limão, a menos que você deseje correr o risco de ter uma fitofotomelanose – manchas na pele causada por uma reação alérgica de contato com frutas cítricas e posterior exposição ao sol -, use-o apenas para fazer limonadas, tortas e mousses deliciosos!

Lembre-se que o tratamento inadequado e irresponsável (i.e. sem orientação médica) das manchas da pele, podem ocasionar uma piora significativa das lesões existentes, além de comprometer as regiões saudáveis e livres de hiperpigmentação.

Sendo assim, siga as orientações abaixo caso você deseje tratar suas manchas da pele:

– Assim que você notar o aparecimento de manchas escuras e amarronzadas em qualquer parte do corpo, procure um médico para avaliar a profundidade e o tipo de mancha (manchas de acne, gravidez, envelhecimento, etc), e o tratamento mais eficaz para o seu desaparecimento.

Quanto mais precoce o tratamento, maiores são as chances de ela desaparecer mais rapidamente.

– Como muitos tratamentos para manchas envolvem ácidos e despigmentantes fotossensíveis, que podem ‘manchar’ a pele em contato com o sol/luz, além de causar descamação e irritação da cútis; alguns dermatologistas recomendam o uso destes agentes em épocas mais frias do ano, quando as temperaturas estão mais amenas e nos mantêm longe dos destinos perigosos de alta exposição solar como praias e clubes.

– Dependendo do caso e da predisposição genética, as manchas podem voltar mesmo depois de tratadas. Desta forma, não se dê por completa vitoriosa ao ver a pele clarinha, e lembre-se da máxima proteção ao sol sempre e em todo momento.

– Através de um tratamento prescrito e supervisionado pelo seu médico, as primeiras melhoras já começam a aparecer em aproximadamente dois meses, podendo ser bastante satisfatórias e até definitivas em seis meses.

Desta maneira, não desperdice seu tempo, dinheiro e energia em tratamentos caseiros, sem eficácia comprovada e altamente nocivos para a sua pele.

Procure um especialista e faça o investimento certo com garantias certas 😉

Embora o sol seja nosso amigo e desempenhe papéis importantes no organismo (estimulação da síntese de vitamina D, equilíbrio das taxas de cálcio e fósforo, fortalecimento dos ossos, etc), é importante compreender a sua ação potencialmente nociva à saúde como um todo, em especial à pele. 

Aproveite esta oportunidade para visitar seu dermatologista e tratar qualquer incômodo e desconforto, com o máximo de cuidado e profissionalismo que sua pele merece =)

Anúncios

15 pensamentos sobre “Tudo o que você precisa saber sobre manchas na pele, exposição e proteção solar!

  1. Eu me cuido muito bem,quando me exponho ao sol msm quando não é para ir a prai ou a piscina, o que mas me incomoda é que sempre está um sol bem forte , meu olhos doem muito então tenho que estar sempre com óculos de sol a mão,mto bom o post
    impressionante a primeira foto (2)!

    • Ei fofa!! Tá certinha mesmo! Não podemos brincar com o sol! Use óculos escuros com lentes de qualidade que não vão prejudicar a saúde dos seus olhos 😉 Bjo grande!! =***

  2. Diana gostaria de saber se o seu tratamento contra a acne foi feito com o medicamento genérico (isotretinoína) ou o de marca Roacutan?
    Obrigada pela atenção.

  3. Amei o Post! As informações estão bem claras e esclarecedoras. Me acrescentou bastante!
    Parabéns pelo blog e pelo canal, acompanho e gosto muito dos dois.
    Aprecio também seu cuidado e zelo com as informações dadas!
    Bem, no geral… Parabéns =)

  4. Super legal seu blog! Eu tenho uma relacão de amor e odio com o sol. Apesar de gostar de um sozinho, tive k me afastar dele …Eu tenho melasma, mas depois de muita luta eu consegui controlar este mal k atormenta a tantas mulheres. O fato de eu morar em um país que tem invernos longos (Suecia), me ajuda a cuidar melhor de minha pele.Eu fiz um blogue onde dou dicas sobre como se livrar de seu melasma. http://melasma-solucoes.blogspot.se/
    Bjokas

Deixe um recadinho =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s