Emagrecer: uma breve reflexão e algumas dicas práticas!

Embora emagrecer não seja exatamente um assunto de destaque na minha atual agenda feminina (pura genética, tá), sinto uma certa obrigação de reservar espaço e importância a esta temática que aflige pelo menos metade da população brasileira, entre crianças e adultos.

Perder peso é um grande desafio, e seu processo deve envolver diferentes variáveis e fatores a serem considerados de maneira sistêmica e integrada, e não isoladamente como proposto por muitas alternativas milagrosas de resultados rápidos e não-sustentáveis.

Diversos estudos a este respeito já foram publicados nos últimos anos, e diversos outros ainda se encontram em andamento para derrubar ou endossar as velhas teorias, e se aproximar cada vez mais da verdade.

Sendo assim, a primeira e mais importante dica para quem deseja emagrecer é procurar ajuda profissional (médicos, nutricionistas e educadores físicos para um tratamento holístico e eficaz) capaz de: 1) diagnosticar a causa e raíz do seu sobrepeso, 2) desenhar um programa de emagrecimento multidisciplinar específico para você e para as suas atuais condições de saúde.

Não se aventure nas receitinhas caseiras, e nem espere tudo dar errado para só então visitar um consultório médico. Lembre-se: Saúde não é brinquedo.

Se você já começa fazendo o que é certo e garantido, maiores serão as chances de você tratar o seu sobrepeso de maneira objetiva e pontual, ao invés de ficar dando voltas nas “dicas de amiga” e receitinhas da internet que queimam seu tempo, seu dinheiro, sua disposição… só não queimam o tecido adiposo que você precisa perder.

Por isso, a segunda dica é se apegar aos fundamentos básicos da alimentação saudável e balanceada, buscando corrigir os desvios dos seus atuais hábitos e vícios alimentares, antes de sair gastando suas economias em cápsulas e shakes emagrecedores.

Dentre vários outros, alguns destes fundamentos são:

1) Diminuir a ingestão calórica/Gastar mais calorias do que se consome. Para isso, não é necessária nenhuma medida drástica ou atroz demais: comece cortando 100 calorias da sua dieta diária, por exemplo, e conjugue este esforço com a prática de exercícios aeróbios que aumentam o gasto energético e auxiliam na queima da gordura corporal.

2) Comer várias vezes ao dia e tirar o organismo da preguiça. Ninguém emagrece deixando de comer. Tudo depende da quantidade a ser ingerida e, principalmente, do alimento a ser ingerido. Uma porção de frutas é bem diferente de uma porção de Doritos.

3) Não banir os carboidratos de maneira indistinta e deliberada. O organismo precisa de uma certa quantidade diária de todos os nutrientes, sem exceção. Principalmente os carboidratos cuja ausência promove a perda de massa magra e não de gordura, como muitas pessoas acreditam. Escolha sempre os carboidratos complexos (de lenta absorção), no lugar dos carboidratos simples como farinha branca e açúcares.

4) Ingerir alimentos que prolongam a sensação de saciedade como é o caso dos alimentos ricos em fibras, que mesmo parecendo calóricos demais numa primeira impressão, acabam tendo efeito compensatório já que  “adiam/enganam” aquela fome voraz que nos leva a beliscar bobagens o dia inteiro. Ou seja, é só fazer as contas e tomar a decisão mais inteligente.

5) Beber água para melhorar a circulação, eliminar as toxinas, evitar o inchaço e retenção de líquidos. Além disso, estudos mostram que beber água antes das refeições auxilia no controle do apetite, fazendo com que você coma menos do que normalmente comeria em circunstâncias normais.

Seguindo estes princípios comprometidamente durante vários meses seguidos (tem que ter consistência), aliados à prática regular de exercícios físicos de alta intensidade que auxiliam na aceleração do metabolismo; com certeza resultados sustentáveis aparecerão sem a  necessidade de dietas radicais ou de procedimentos cirúrgicos/estéticos.

É óbvio que as inclinações genéticas individuais influenciam e muito no processo de emagrecimento da maioria das pessoas, e por isso nada pode ser generalizado ou resumido numa fórmula mágica que se aplique a todos. Entretanto, o que observo é um comportamento viciado de: “se for aos poucos, eu não quero. Prefiro não fazer nada, a ter que esperar meses para perder míseros 5kg”.

Olha… Não subestime o grande poder das pequenas medidas. Se desafie a fazer o básico, o mínimo, e mande embora os kilos a mais que você consentiu que seus maus hábitos te trouxessem. Na dúvida, só há uma maneira de saber: testando e comprovando você mesmo.

Meu desafio pra você hoje é: comece agora, marque o dia e horário, e daqui a um ano volte ao blog pra me contar. =)

Até lá!

Anúncios

11 pensamentos sobre “Emagrecer: uma breve reflexão e algumas dicas práticas!

      • oi diana! Obrigada pela força!!! voltei a academia hj e a dieta tb, so estou com pouco de dificuldade no almoço, pois estou querendo levar marmita pro trabalho pra ficar mais saudavél e economico tb. tem alguma dica. bj fique com Deus

  1. Valeu Diana,tó conhecendo seu trabalho hoje e você está de parabéns me motivou a quer mudar não só pela estética,mas para uma melhor qualidade de vida ,ganhou uma nova fã.Bjs.

      • Pode deixar,já eliminei 3 kg só com a melhora na alimentação,agora estou querendo achar tempo para os exercícios mas vou conseguir,as suas dicas são ótimas,obrigada 🙂

  2. Oi amiga, eu estou a dois meses fazendo controle com nutricionista e firme na malhação
    (spinning e musculação), e o resultado já apareceu, estou muito satisfeita, é um bem enorme que fazemos a nós mesmos quando cuidamos da alimentação e praticamos exercícios, só temos a ganhar.
    Ah, só uma observação, além de comer bem e praticar exercícios, nós mulheres temos que nos atentar para a questão hormonal, que se estiver desregulada é um grande inimigo de qualquer esforço.

    Grande abraço!!!

    • Ei, amiga!! Obrigada pela visita!
      Que bom que você está firme neste projeto, hein! Estar com a saúde e com a beleza em dia é um bem que fazemos pra nós mesmas, como você disse!

      E você observou muito bem sobre os hormônios! Por isso acho muito importante procurar um médico para investigar as causas do sobrepeso… Nós mulheres podemos desenvolver este quadro a partir de tantos fatores, né?

      Enfim… muito bom te ver por aqui!! Espero que esteja bem =) Beijo grande!!!

  3. Hoje eu estou inspirada, é o meu 3º comentário. hehehe
    Eu esotu nessa onda de tentar uma mudança, mas não é fácil mudar hábitos errados de uma vida toda e de vez em sempre me pego me sabotando… 😦
    Estou fazendo um tratamento multidisciplinar para compulsão alimentar e depressão. Tem dias que eu consigo vencer a guerra, mas tem dias que levo uma rasteira.
    Mas não desisto.
    😉

Deixe um recadinho =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s