Beautiful in the rain: Um guia de sobrevivência para encarar as águas de março!

A menos que você seja a Bruna Fernandes que estudou comigo na PUC, você infelizmente não teve a chance presenciar o tombo mais épico e memorável de toda a minha vida. A chuva caindo, o ônibus cheio, eu no degrau, eu no asfalto… #Tragic!

Todo o glamour do salto alto e da minha saia de cintura alta combinando com a pasta de couro que eu tinha acabado de ganhar, se dissiparam como neblina naquele momento. O saldo? Os dois joelhos ralados e uma unha do pé quebrada.

Quando minha vida se resumia a trabalhar o dia todo e estudar de noite, meus principais inimigos eram 1) as calçadas de Belo Horizonte que comiam todos os meus saltos com angu e me faziam tropeçar ou cair a cada 100 metros; e 2) a distinta chuva molha-peão que tem hora marcada pra cair: às exatas 17h/18h quando nós trabalhadores estamos fechando o expediente.

Não tem jeito…  por mais relaxante e providencial que a chuva possa parecer, é impressionante como ela e os grandes centros urbanos simplesmente não combinam. Basta chover pra toda a nossa vida prática piorar… Ela muda toda a nossa rotina, incluindo aquela rotina básica de beleza que toda mulher tem antes de sair de casa.

E como as águas de março estão aí fechando o verão, venho dividir com vocês algumas dicas práticas para sobreviver a estes dias com o mesmo estilo e elegância que temos nos demais dias sequinhos =)

1) O CABELO

Quando o dia já amanhece chuvoso ou até mesmo com aquela garoa fina (o pesadelo pra aqueles fiozinhos arrepiados!), evite lavar os cabelos antes de sair de casa… Como é bastante provável que ele não vá secar direito ao longo do dia devido à umidade do tempo, pode ser que ele fique com aquele aspecto opaco, sem brilho e muito frizzado.

Uma saída interessante é usar um coque baixo bem clássico com as franjas devidamente presas com grampo ou tic-tac; e soltar os cabelos quando chegar em seu destino, passando os dedos principalmente na parte da frente onde ficam os fiozinhos arrepiados. Por que soltar? Porque com o cabelo preso, estes fiozinhos da frente ficam muito evidentes… por isso a dica é justamente “economizar” as madeixas durante o trajeto, e soltá-las quando já tiver chegado ao trabalho. Mas não vai ficar marcado? Pode ser que sim. Se ficar, você ganhará um cabelo chique e ondulado sem nenhum esforço.rs

2) O ROSTO

Não tem jeito de ficar passando muita coisa, senão a make pode virar make de Halloween. Máscara de cílios e delineadores à prova d’água, e na pele, no máximo um blush pra manter o ar de saúde (porque é impressionante como que o tempo chuvoso deixa tudo tão pálido e sem cor). Você pode até dizer: Mas, calma! Nem está chovendo tanto! Gente, bastam duas gotas daquelas que caem das marquises e toldos direto em nosso rosto, pra estragar e borrar uma maquiagem inteira. Fora a umidade do ar e aquela garoinha fininha… ou seja: moléculas de água ventando direto em nosso rosto. Às vezes eu penso que chover pouco é pior do que chover muito.rss

De todas as formas, a estratégia é sair de casa com o rosto mais nu, deixando os acabamentos para fazer quando já tiver chegado em seu destino.

3) O CORPO

Evitar calças jeans, sapatos abertos, tênis e agasalhos permeáveis. Por mais que o tênis tenha este apelo do conforto, muitos deles tem acabamento em tecido, e fatalmente absorvem toda a água  da chuva, encharcando a meia e deixando os pés úmidos (e com chulé.kkkkk) o dia inteiro.  No lugar da calça jeans, que demora anos pra secar, escolha uma legging ou qualquer outra calça com tecido fino e leve que você possa usar com um sapato bem fechado como oxford ou a própria bota.

A mesma lógica se aplica ao agasalho: nada de blusas de moletom, lã ou qualquer outro tecido que possa encharcar e te presentear com um resfriado; porque até o momento em que você deixa o trabalho para voltar pra casa, estes tecidos simplesmente não secam.

Por isso, vista a sua roupa normal para o trabalho, e por cima de tudo o que você vestiu, jogue um casaco de couro ou de qualquer outro material que não vá absorver a água, preservando completamente a sua roupa por baixo. (Eu já fiquei um dia INTEIRO no trabalho debaixo de ar-condicionado, com aquela sensação horrível de umidade em todo o corpo.)

4) DISPOSITIVOS

Quer saber se uma mulher é precavida? Investigue toda a sua bolsa… se você encontrar uma sombrinha mesmo que o sol esteja rachando, eis aí um mulher precavida, pronta para lidar com todos os imprevistos do dia!

Eu, pessoalmente, tenho problemas para lidar com sombrinha… Na maioria das vezes, prefiro me molhar a ter que passar por todo o ritual envolvendo usar este dispositivo. Basicamente, o que me irrita na sombrinha é que ela só protege a cabeça (o resto do corpo e a sua bolsa molham normalmente), é um pesadelo pra guardar dentro da bolsa quando está toda encharcada, e não resite às fortes rajadas de vento (ninguém merece ter que ficar lutando com a sombrinha no meio da rua pra evitar que ela te arraste!)… E por esses motivos, eu sou muiiiito mais adepta à capa de chuva que, embora não seja uma peça muito popular no Brasil, é muito mais prática, portátil e, sobretudo, EFICAZ.

Quando crianças, minha irmã e eu usávamos capa de chuva 😀 A minha era amarela e protegia a minha cabeça com o capuz, minha mochila com os cadernos e livros, e todo o resto do corpo…

Mas se você se entende com sua sombrinha e sabe exatamente como lidar com os chiliques dela (rss), lembre-se de andar sempre com uma sacolinha na bolsa para guardá-la sem danificar os demais itens que você carrega.

Bom, para finalizar, tudo se resume a usar materiais impermeáveis que não vão te deixar molhada o dia inteiro. Você chega ao seu destino, se desfaz do casaco que está por cima (que você inclusive pode secar com um papel toalha), passa este mesmo papel toalha por cima do sapato ou da bota,  solta os cabelos e pronto! 😉

De todos os modos, leve uma toalhinha na bolsa pra qualquer acidente de magnitude maior! rss

Bjkas, meninas, e compartilhem aqui qualquer outra dica que você tenha pra encarar estes dias de chuva!! =***

Anúncios

14 pensamentos sobre “Beautiful in the rain: Um guia de sobrevivência para encarar as águas de março!

  1. Olá Di,
    Hoje em dia, só mudaram o horario e a intensidade que a chuva cai; às 15/16h veem um toró para que às 17/18h a cidade já esteja toda alagada, com os semáforos pifados, o metrô lotado e o caos instalado, kkkkk… (risos para não chorar…)

    Abraços e curto muito seu blog!

    Thalita

  2. Oi miga!!!
    Ri demais quando li seu blog!!!!! Primeiro ao re-lembrar a história do seu mega tombo (que você já tinha contado – kkk!) e depois das cenas mais engraçadas que imaginei envolvendo os transtornos da chuva enquanto lia o blog – cabelo, sombrinha e por aí vai!!. Realmente a chuva é uma benção, mas que causa um pouco de transtorno causa! E no momento de buscar os filhos na escola neste horário de pico quando sempre chove?!!! É uma batalha!! Só Jesus!! Um beijo grande pra você!
    Pris

    • Ei Prissss! Você lembra deste tombo, né?? kkkkkk
      Todas estas situações ficam ainda mais engraçadas quando vividas por uma mulher que quer manter e preservar seu estilo e elegância!!

      Você também é uma guerreira, maratonista! kkkk
      Outro beijo grande pra você! =***

    • Zuuuuuu! Tudo bem??
      Nossa, como me esqueci desta dica mega importante!! Quando eu trabalhava fora (de casa.rss), eu tinha praticamente um closet no trabalho! Até chinelo havaianas eu deixava lá pra o caso de imprevistos!!

      Obrigada pela sua visita! Saudades ❤
      Bjs, querida!! =***

      • Ok! bom dia – bom aqui ainda eh: 12.23 da manha.

        Voltando a ” sao as aguas de marco fechando o verao” ficou bom, nao ficou? eh pau, eh pedra! serah essa ,musica do seu tempo?
        Bem escrevendo serio: Quando* trabalhava,nuncapassei apuros com as oscilacoes climaticas, sempre um casaquinho,um sapatinho, e tbm um jeans uma camiseta etc… guardado bem escondidinho no arquivo do RH (onde entao eu, trabalhava) como era bom, nao sentir frio, calor e to much more!

        Estou aguardando Cara Nova.

        PS: * Ops. continuo trabalhando, soh mudei de lambiente. hehehehehhe.

        bjs Diana.

  3. Resumindo:
    “Todas sofre” com as águas de março!!! kkkkkkk
    Adrorei o post, me identifiquei e ri horrores…
    peixuuuu

  4. Bom, eu me lembro do tombo e me lembro mais ainda do meu desespero pra saber se você tinha se machucado!!! Odeio tombos!
    Quando chovia muito e eu ainda dependia de ônibus, SEMPRE levava um sapato e uma calça extra. Nos dias mais frios, incluía uma meia na bolsa, pra evitar desconfortos.
    Quanto ao cabelo, a progressiva foi revolucionária em minha vida! Mas a trança com um gelzinho de manhã também ajuda a lot!
    bjs

    • Bruna, eu desconheço uma mulher mais precavida do que você! Inclusive, você esqueceu de dar uma dica principal aqui: invista na sombrinha!!! Afinal, a sua sombrinha não é “average” como a dos outros mortais! kkkkkk

      Obrigada pela contribuição 😉
      Peixus!! =***

Deixe um recadinho =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s