Foi-se o Natal (há muito tempo), mas Jesus Cristo permanece digno para sempre.

As origens do Natal remontam épocas e culturas tão remotas e complexas, que chega a ser até  um pouco difícil entender o que exatamente estamos celebrando no dia 25 de Dezembro. Cada país ou grupo religioso, motivados por suas razões particulares, adotaram a data para celebrar alguém ou uma época de grande importância para o seu povo e cultura, como o nascimento de um deus, a fraternidade entre as pessoas, ou a simples renovação da fé e da esperança.

E como se não bastasse toda essa complexidade, ainda temos que lidar com um figura mitológica, que atende pelo nome de Papai Noel, cuja existência e caráter de bondade são amplamente divulgados principalmente entre as crianças, que passam anos de sua infância confiando ao bom velhinho os seus sonhos e desejos mais puros.

Entretanto, impressionante é notar que mesmo nós, do lado ocidental do mundo, que temos legitimamente o Natal como a data de celebração do nascimento de Jesus Cristo (embora esta conta seja controversa, não importa); ainda assim falhamos em olhar e sentir esta data com a devida magnitude que ela nos sugere.

Meu Deus: o nosso Salvador nasceu (!!!!) Aquele a respeito de quem Móises escreveu, Aquele a quem todos esperavam, o Messias, a Promessa (!!!!) Será que a gente consegue olhar para aqueles dias de gestação de Maria e compreender o que significou para aquele tempo e para aquele povo, recepcionar o Verbo em carne, o Filho de Deus que de uma vez por todas colocaria um fim em nossa miséria, nos reconciliaria com Deus, transportando-nos das trevas para a Sua maravilhosa luz!Talvez isso explique o motivo de eu chegar na papelaria pra comprar um cartão de Natal, e não encontrar UM cartão que fale DELE, a quem a data se destina a celebrar exclusivamente!!! Não encontro um cartão que louve o nome precioso de Jesus Cristo… pelo contrário, os cartões falam de mensagens motivacionais, voltadas para nós mesmos, para a maneira como nos sentimos e dos benefícios psicológicos que o Natal nos traz.

Já nem menciono mais o caráter comercial da data, que já é um velho cliche, mas me impressiona muito o caráter motivacional que o cristianismo está tomando no mundo inteiro… e o Natal há muito tempo já caminha pra isto também.Natal é tempo de louvar a Deus pelo nascimento do nosso Salvador! E ao louvá-Lo, todos os frutos do espírito como paz e alegria nos encherão sobremaneira, porque quando estamos ligados nEle em adoração, é dEle mesmo que recebemos todas as dádivas espirituais. E não o contrário… Não há paz e alegria genuínas fora da presença de Jesus Cristo…

A estrela é Ele, o nascimento é dEle, e quando Lhe rendemos glória porque Ele nasceu, renovamos com Ele os votos de amor e fidelidade como filhos e adoradores, e então nascemos de novo através DELE, e não através de palavras soltas escritas num papel. A vida está nEle, Ele é vida.

Que neste Natal, você passe momentos preciosos adorando ao Senhor Jesus pelo Seu providencial nascimento e por tudo o que sua maravilhosa vida conquistou para nós que O amamos.

E  no mais, bendito é Ele e o dia em que Ele nasceu com a exclusiva missão de nos salvar e resgatar!!  Feliz Natal!Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Isaías 9:6

Anúncios

Um pensamento sobre “Foi-se o Natal (há muito tempo), mas Jesus Cristo permanece digno para sempre.

  1. Pingback: So this is Christmas: Tutoriais e Sugestões de Cabelo e Maquiagem « dianasaid.com

Deixe um recadinho =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s