E me buscarás, e me acharás quando me buscares de todo o teu coração.

Durante toda a minha fase adulta, desde o dia em que usei meu livre-arbítrio para escolher os caminhos mais altos que os  meus; sempre vivi momentos íntimos de conflito e angústia tentando compreender e definir o caráter de Deus.

E destes momentos, me ocorreu uma das primeiras e maiores verdades a respeito de Deus: Ele não é homem, não tem a nossa natureza e nem se limita ao tempo e espaço como nós. Logo, tentar compreendê-lo a partir da nossa limitada experiência no mundo (e seus respectivos códigos ético-morais), sem nos aventurarmos nas experiências do espírito que transcendem a materialidade a que estamos presos… é sem dúvida uma tentativa falida.

Vejo tantas pessoas quebrando a cabeça, debruçadas em cima de livros e até mesmo da Bíblia, buscando respostas na letra fria, no argumento e na razão, como se pudessem colocar o próprio Deus dentro de uma redoma de vidro e estudá-lo em laboratório. E pensando nisso, cheguei a uma segunda verdade: não importa compreender, e, sim, sentir, viver e se relacionar cada dia um pouquinho mais com esse Deus que é grande e maravilhoso.É provável que muitos venham a concluir que a verdade supracitada é um atalho, um caminho fácil escolhido sobretudo pelos ignorantes e preguiçosos que preferem se poupar do trabalho e do estudo que toda essa busca acaba gerando… Esquecendo-se de muitos dos homens que Jesus pessoalmente escolheu, chamados de iletrados e incultos pelos judeus da época; e que ironicamente calavam todo o sinédrio quando lhes era dada a chance de falar. Ninguém podia resistir à intrepidez, autoridade e sabedoria com que falavam… porque era pelo Espírito Santo de Deus que falavam todas aquelas coisas. Por isso não resistiam… porque não há quem possa resistir ao poder de Deus.

Certamente, aqueles homens incultos e iletrados nos serviriam hoje de doutores nas universidades, lecionando a disciplina sobre quem é Deus, com toda a propriedade que só alguém que já tenha sentido e falado pelo próprio Deus, poderia ter. E pensando nisso, eis agora a terceira verdade: só é possível conhecer a Deus, através da habitação do Espírito Santo em nós, que é quem nos liga ao próprio Deus permitindo e alimentando um relacionamento de intimidade, a despeito de qualquer carga intelectual.

Aí eu te pergunto: o que é mais fácil – o homem se debruçar em seus livros dia-e-noite na busca da verdade sobre Deus, ou levantar a voz, de todo o coração e dizer: Eu te aceito, Senhor, e ao te aceitar, eu aceito e me recolho a toda a minha insignificância, renuncio o mundo inteiro… Habita em mim, Espírito Santo de Deus, fala comigo, revele-Se a mim, eu quero te conhecer mais do que qualquer coisa…. (????)Exatamente. Você já sabe a resposta.

E a preciosidade no relacionamento com Deus habita justamente nisso: na simplicidade do querer e da entrega. Eu olho pra Bíblia e vejo Deus falando diretamente a homens e mulheres comuns, como eu e você; e a gente aqui passando o tempo com bobagens e distrações, enquanto existe um Deus desejoso por  me amar, me esperando, querendo ceiar comigo, falar comigo, se relacionar comigo… Quantas experiências sobrenaturais e dons do espírito nos esperam, quanto alimento, riqueza e paz (!!!)

Tudo o que há de mais precioso nessa vida está disponível a qualquer um que aceite esta quarta verdade: Que não podemos servir a dois senhores, amar a Deus e  ao mundo ao mesmo tempo, fazer a vontade de Deus e a nossa ao mesmo tempo, buscar os nossos projetos particulares e os de Deus ao mesmo tempo…

É como se no centro da sua vida existisse um trono, e neste momento você precisa escolher quem vai se assentar nele, para governar soberanamente sobre você e sua vida. Se você escolheu o Rei dos Reis, Jesus Cristo, Senhor e Salvador como o único e verdadeiro caminho; então o próximo passo é renunciar tudo o que tem (o seu “eu”, a sua vontade, os seus projetos, etc…), tomar a cruz (a morte diária da carne, dos pecados que te afastam e te privam da presença de Deus, etc…), e seguí-Lo (fazer, ser e viver como Ele, guardar os Seus estatutos e ensinamentos, praticar as  suas palavras, etc…)A partir destas decisões e do batismo – que marca a morte da velha criatura, e sela com o Espírito Santo o nascimento do novo homem  – o Reino de Deus virá sobre você… o Seu amoroso governo, Sua vontade que é boa, perfeita e agradável, os dons do espírito e todos os Seus maravilhosos planos 🙂

Permita-se buscar, conhecer e experimentar este Deus… Tenha um encontro íntimo com Ele e  não conceda que ninguém te prive do direito de se relacionar com o seu Criador. Amém.

Anúncios

4 pensamentos sobre “E me buscarás, e me acharás quando me buscares de todo o teu coração.

  1. Diana, parabéns pelos seus textos claros, bem escritos, gostosos de ler. Estou encantada com seu jeito de escrever e dar forma às coisas que pensa.
    Um grande beijo!

    • Gente! Que ilustríssima visita!! Adorei ver você por aqui, Helena!!
      Fico feliz que tenha gostado! ❤ ❤

      Sempre um prazer estar na companhia de vocês! Super beijo, e passe sempre por aqui!! =***

Deixe um recadinho =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s