Viagens, viagens e mais viagens! E sobressaltos!

Olá queridas (e queridos também!!!) leitores do blog!

Essa semana estive fora de BH a trabalho, e embora a viagem em si não tenha sido o principal motivo que me manteve ausente do blog, posso dizer que a semana de maneira geral foi muito doida!!

Viajar pra mim já não é mais considerado um grande evento ou novidade, haja vista que costumo viajar de uma a duas semanas no mês para algumas cidades mineiras onde tenho clientes. Mas passar uma semana sem acesso irrestrito à internet, foi uma experiência quase que de abstinência pra mim!!

Na verdade, foi mais ou menos assim:

– Saí de BH na segunda de manhã com um consultor amigo nosso para S. S. do Paraíso (um salve pra Paraíso!). Não sou de enjoar muito em viagens, mas como fico de “cobradora” na hora de pagar os pedágios (numa rodovia que sequer é duplicada #pasmem), acabo abaixando a cabeça repetidas vezes para contar o dinheiro e já preparar as moedinhas para o próximo pedágio (como vocês podem ver, temos atividades pedagógicas durante as 5 horas de viagem.rs). Este movimento de abaixar a cabeça, não sei exatamente por que, faz meu mundo girar literalmente… Logo, na ida para Paraíso senti um leve mal-estar

– Cheguei no hotel (que eu adoro por sinal), e passei pelos meu rituais básicos: 1) Desfazer toda a mala e acomodar os pertences no armário do quarto. Faço isso não só pra preservar a boa apresentação das roupas principalmente, mas também para programar minha mente de acordo com o tempo que passarei fora de casa.

2) Auditoria do quarto em geral para ter certeza de que não há bichos asquerosos ou insetos nos cantos do quarto ou debaixo da cama. Embora eu nunca tenha vivido semelhante situação neste hotel onde fico em Paraíso, isso já me aconteceu duas vezes num hotel de outra cidade, sendo que em cada ocasião o bicho com que me deparei foi distinto: uma vez foi uma barata, e na outra vez um grilo.

Na situação do grilo, fiquei encarando a fera por aproximadamente dois minutos (ele estava bem em cima do vaso) refletindo sobre a melhor ação a ser tomada (gritar, por exemplo). Mas preferi ir à recepção onde a recepcionista me tranquillizou dizendo: “é a natureza, Diana”…. Daí uma outra vez no mesmo hotel, tive problemas com aqueles insetos que voam ao redor da lâmpada, porque ficavam pousando em mim e fazendo a maior farofa no meu quarto (eram muitos!). E quando mais uma vez fui à recepção reclamar, essa mesma recepcionista me perguntou: “Você não tem repelente na sua mala!” Daí eu brinquei com ela dizendo“eu estou no Pantanal???” Bom… só sei que depois de toda essa argumentação autêntica e genuína, penso seriamente em fazer um estudo de caso com ela, para aprendermos mais sobre essa arte da argumentação… rsss

3) Meu terceiro ritual, que se resume às necessidades fisiológicas do ser humano, as quais não preciso detalhar aqui, foi muito mais trágico do que precisava ser. Simplesmente neste momento, quando fui acionar a descarga, eu consegui (não sei como) derrubar meu sabonete dentro do vaso !!! (gostaria de me reservar o direito de não expôr aqui as circunstâncias em que o resgate do sabonete se deu) #disgusting

Depois de tudo isso, quando fui me arrumar para deixar o hotel, descobri que minha mala estava com déficit grande de peças e acessórios devido à minha gestão relapsa no momento em que organizei a mala! E você que é mulher sabe como é estar longe das suas coisas, e não gostar de absolutamente NADA do que se põe no corpo. Foi uma loucura! Sabe quando a gente fica naquele tira-e-põe de roupa, e aquela frustração, e a bagunça no quarto, e as horas passando, e ainda falta passar a maquiagem e arrumar o cabelo, mas você nem decidiu a roupa ainda, e tem gente te esperando… E tudo isso na segunda-feira!!! Ai ai ai!Só sei que depois de uma tarde gostosa e proveitosa de trabalho, retorno ao hotel já abrindo a mala do laptop no meio do corredor (muita ansiedade para abrir o computador e falar com o maridão no Skype, atualizar o blog, responder emails, brincar no Facebook e no Twitter, etc, etc), quando recebo a triste notícia de que a internet no hotel estava inoperante devido à manutenção e reajustes no prédio…………………

……….como dói olhar pra aquele “xizinho” vermelho no canto direito da barra de tarefas, dizendo pra você “RÁ! Te peguei! Hoje não tem internet, mocinha!!”

Enfim… dei uma surtada básica na hora, mas encerrei a noite com meu ritual de sempre que é assistir Everybody Hates Chris e cair no sono antes mesmo de a vinheta de abertura terminar.rs

Retornei a BH hoje, e quando cheguei em casa encontrei meu amado me esperando com banheiro lavado e tudo mais! #eutenhoomelhormaridodomundo

E neste momento, me dirijo a vós saboreando uma caipirinha e um miojo (kkkkkkkkkk) ambos preparados pelas mãos abençoadas do meu estimadíssimo esposo!!! =******

Bom… Tenho duas viagens agendadas para a próxima semana, mas acredito que a internet não nos faltará! #Deusémais

Amanhã voltaremos com os vídeos de Upgrade de Imagem, dando continuidade à “Auditoria de Pertences” 😉

Bjs e bjs! Foi bom matar as saudades antes de ir deitar =***

 

Anúncios

7 pensamentos sobre “Viagens, viagens e mais viagens! E sobressaltos!

  1. Ai Di, eu sempre passo mal em viagens… e quando vou do lado do motorista então, além de enjôo me dá pânico! kkkkkkkkkkkkk

    Adorei seu diário de viagem e o RESGATE DO SABONETE! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Só vc mesmo…

    Sobre a internet, eu te ofereci a minha e vc nem deu moral!!! =(

    E sobre o Chris, eu tbm ADOROOOO! Mas… vc dorme cedo heim?! Falta de internet ou é normal?! SAHUSAHUSAUHSAHU

    Cada um tem o marido que merece, se o seu é perfeito, foi pq vc mereceu! ;D

    Uma beijoca e fico aguardando os novos videos!
    Bom fds!!!!!!!

    • Olá Camila!
      Eu me divirto nas viagens! rsss
      E não tenho o hábito de dormir cedo… é mais a falta de internet mesmo =)
      Bom vê-la por aqui e mais tarde posto os vídeos 😉
      Inté!

  2. Hello lady/ladies!
    1) INTERNET ADDICTION DETECTED! …nao posso falar.hihihi. Estamos tao acostumados com ela…quando falta…complicado. Mas sem duvida a internet e uma ferramenta indispensavel…
    2) Li um artigo uma vez sobre algo do tipo. A teoria e/era chamada supension of desbelief ou suspencao do nao-credo (gastei agora ein? hihihi)…enfim… mais ou menos e isso: quando levamos a mao a um interruptor, sempre pensamos que a luz vai acender, mas na verdade, pode ter queimado, ou nao tem luz, ou, enfim. Fato e que temos a falsa sensacao que tudo vai dar certo como sempre sendo que, na verdade, tudo pode acontecer ao contrario agora…
    Abs
    Ah, e segunda e tenso por natureza…

  3. Bem Diana, me diverti muito quando li sobre o “xizinho” dizendo “rá” esta sem internet. Com relação ao melhor marido do mundo, é importante destacar os malabarismos necessarios que ele teve para preparar seu miojo. Sobre o banheiro, agora sei porque ele pediu o telefone da Maria (a menina que lava meu banheiro). hehe… Muito bom! bjs

    • 😀
      Que isso Mauro! Que Maria que nada. Fui eu mesmo, na garra, esfregando aquele piso e vaso lá..:D
      E com relação ao preparo do miojo, existe um ponto ótimo para desligar o fogo, pra ele ficar ‘al dente’ 😀

Deixe um recadinho =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s